Moradora de Balneário Camboriú fica sabendo de gravidez na hora do parto

Imagem: Getty Images/iStockphoto

A gravidez, geralmente, é um acontecimento planejado com bercinho, enxoval, quarto e toda a magia que envolve uma gestação. Mas, às vezes, a vida surpreende. Foi numa sexta-feira comum que uma gigantesca surpresa deu uma reviravolta na vida de uma diarista de 33 anos, moradora de Balneário Camboriú.

A nova mamãe estava em casa na última sexta (18) quando começou a sentir fortes dores abdominais que, a princípio, pensou ser cólicas menstruais. As dores pioraram e no fim do dia ela procurou atendimento médico no Pronto Socorro do Hospital Ruth Cardoso.
(A matéria não citará os nomes, a pedido, para preservar privacidade da mãe e bebê)

Ao ser examinada pelo médico de plantão, a mulher, que já é mãe de dois meninos, descobriu que estava em trabalho de parto do terceiro filho. Ela foi encaminhada de lá mesmo direto para a maternidade do hospital.

Eu passei mal em casa o dia todo. Mas como achei que era cólica, fui tomando chá, remédio e fiz compressa. Quando eu entrei na maternidade eu já estava com 7 cm de dilatação.”, contou a mamãe.

Questionada sobre os sintomas de gravidez, a mamãe disse que levava uma vida completamente normal. Minha vida estava super normal, não sentia nada. Sou grandona, ai a barriga continuou a mesma. Só notei que estava comendo bastante, mas nunca imaginei que pudesse ser uma gravidez.”, comentou ela sobre o fato.

O bebê é um lindo menino, que nasceu na noite de sexta, com 4kg e 52 centímetros, de gestação completa e parto normal. Mamãe e bebê já estão em casa e passam bem.

Nova fase

Junto com a surpresa e a felicidade de um filho, veio novos desafios. A nova mamãe está desempregada e trabalha como diarista para sustentar a casa e seus dois filhos. Como foi pega de surpresa com a gravidez, também não estava com enxoval preparado para a vinda do novo integrante na família.

As enfermeiras do hospital me ajudaram com roupinhas, pois ele não tinha nada. Minhas amigas e minha família estão fazendo um mutirão e arrecadando donativos. Estamos bem, ele é bem tranquilo. Tudo vai se ajeitar.”, finalizou a mamãe.

Gravidez silenciosa é rara

O quadro de gravidez silenciosa, quando a mulher só percebe a gestação no terceiro trimestre, é bastante incomum.

De acordo com a ginecologista Karina Tafner, especialista em endocrinologia ginecológica e reprodução humana pelo Hospital Santa Casa de São Paulo, todas as mulheres têm aumento da barriga durante a gestação, mas algumas mostram menos. “Depende da paridade da mulher, da estrutura corporal, musculatura abdominal, tamanho do bebê, gordura corporal, ganho de peso durante a gestação, entre outros fatores”, explica.

No caso da mamãe de Balneário Camboriú, os motivos dela simplesmente não ter apresentado nenhum sintoma de gravidez, ainda são desconhecidas.