Morre a 4ª catarinense levada ao Espírito Santo para tratamento

Morreu no domingo (14) a paciente Ivani Oliveira Ratkiewicz, de 63 anos, que foi transferida no sábado (6) com coronavírus de Santa Catarina para o Espírito Santo. Ela foi a quarta catarinense levada para lá.

A mulher estava internada no Hospital Estadual Jayme dos Santos Neves, no município da Serra, na região metropolitana de Vitória (ES). A Secretaria de Estado de Saúde de SC confirmou o óbito e o caso foi incluído nos dados de Chapecó.

Ivani morava em Chapecó, no Oeste catarinense, mas devido ao colapso no sistema de saúde, precisou ser transferida para o Estado Capixaba por conta da falta de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A Secretaria de Saúde de SC informou que o corpo dela será transportado para Chapecó pelo avião Arcanjo 02 do Corpo de Bombeiros Militar. A previsão de chegada do Aeroporto Serafin Enoss Bertaso é para às 16h desta terça-feira (16).

Familiares e amigos se despediram de Ivani nas redes sociais. “Como você mesma falou quando entrou naquele hospital: ‘Deus está no controle’ e assim cremos, nada fugiu ao controle de Deus, e em breve nos reencontraremos”, escreveu uma integrante da família.

Santa Catarina transferiu cinco pacientes para o Espírito Santo. Além de Ivani, o chapecoense Daniel Pegoraro, de 34 anos, também morreu no início deste mês.

Outros três pacientes seguem hospitalizados. As transferências foram canceladas na última semana por conta do aumento da taxa de ocupação dos leitos do Estado Capixaba.