Morre virologista francês que descobriu vírus HIV

Fotografia: Wikimedia Commons – Prolineserver – 2.2.1GNU Free Documentation License

O cientista francês Luc Montagnier, que ganhou o prêmio Nobel de Medicina em 2008 pelo trabalho que resultou na descoberta do vírus da imunodeficiência humana (HIV), morreu nesta terça-feira, 8, aos 89 anos.

Graças ao trabalho de Montagnier, em parceria com Françoise Barre-Sinoussi, com quem o cientista compartilhou o prêmio, os testes e medicamentos antirretrovirais contra o vírus tiveram notável avanço.

Em 2020, Montagnier causou polêmica ao afirmar que o coronavírus teria sido criação de um laboratório chinês. Ele foi o responsável também por alegar que a vacinação em massa criaria mais variantes e geraria mais mortes.

Além, ele fez uma série de declarações que, posteriormente, foram comprovadas falsas por diversas agências de notícias.

Nascido em 1932, ele obteve doutorado em virologia pela Universidade de Paris.

O anúncio da morte foi realizado nesta quinta-feira, 10, nas redes sociais. Segundo comunicado, seu óbito aconteceu quando ele estava na companhia dos filhos.

Jornal A Tarde

Publicidade