MPSC lança site “QuemVacinaHoje?” com informações do calendário de vacinação contra a covid

Todas as informações básicas e necessárias para você saber se está na sua vez de se vacinar, onde você receberá a sua dose e qual o imunizante que será aplicado agora estão reunidas em um único endereço eletrônico, que disponibilizará os calendários de vacinação de todos os 295 municípios catarinenses. O site QuemVacinaHoje? foi desenvolvido pela Gerência de Ciências de Dados e Inovação (GECDI) do Ministério Público de Santa Catarina em parceria com o Conselho Estadual das Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS/SC) para facilitar o acesso da população às informações sobre a campanha de imunização e tornar o processo mais transparente.

Os municípios têm até esta sexta-feira (28/5) para alimentar o site com as informações iniciais, que depois passam a ser atualizadas junto com os seus calendários de vacinação.

A página está disponível nos portais do MPSC, do COSEMS/SC e da SES/SC e das prefeituras municipais. Coube à GECDI o desenvolvimento do site, que é abastecido com as informações de cada município pelas próprias secretarias municipais de saúde. No portal do MPSC o painel pode ser acessado neste endereço: https://www.mpsc.mp.br/covid-19/quem-vacina-hoje.

A utilização da ferramenta pelos municípios tornou-se obrigatória, por ter sido objeto de pactuação pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Santa Catarina, o que não prejudica o uso de ferramentas próprias pelos municípios, em especial para operacionalização de estratégias como o agendamento da vacinação. O uso da página QuemVacinaHoje? pelos municípios foi aprovado pela Deliberação 066/CIB/2021, de 24 de maio de 2021.

Segundo o Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos e Terceiro Setor (CDH) do MPSC, Promotor de Justiça Douglas Roberto Martins, o site, que inclui um painel de informações sobre a campanha de vacinação no estado e nos municípios, vai atender a duas necessidades prioritárias para garantir o direito da população catarinense à imunização: a informação clara sobre as fases da campanha em cada cidade e a transparência na distribuição das doses.

A ideia da ferramenta surgiu a partir de um contato do CDH com o COSEMS/SC, em que foram relatadas as dificuldades que os municípios estavam enfrentando para padronizar as informações da campanha de imunização. “Como tem sido ao longo de todo o enfrentamento da pandemia, as demandas que chegam a alguma das instituições que acompanham esse processo são trabalhadas em conjunto, somando esforços na construção das soluções. Foi dessa forma que a ferramenta foi construída. Ela vai possibilitar conhecer o calendário de vacinação dos próximos dias de todos os municípios do Estado, concentrados em uma única página, com detalhamento dos públicos que estão sendo vacinados, locais de vacinação e documentos que devem ser apresentados”, explica Martins.

Para o COSEMS/SC, a ferramenta vai auxiliar as Secretarias Municipais a cumprirem de forma mais eficiente o compromisso de cada município com a sua população, uma vez que preenche uma das principais lacunas na campanha de imunização, já prejudicada pela escassez de vacinas, que é a de levar aos públicos prioritários a informação de que agora chegou a sua vez de se vacinar.

“A criação da ferramenta Quem Vacina hoje? será fundamental para demonstrar, de forma transparente, o trabalho desenvolvido pela área da Saúde dos municípios na linha de imunização contra a covid -19. Vai agilizar a prestação de informações para todos os órgãos fiscalizadores e também estará disponível para o acesso de todos catarinenses. É uma ferramenta de fácil entendimento para abastecer com os dados da vacinação e de fácil compreensão para a população. Importante destacar que o desenvolvimento da ferramenta é a soma de uma parceria entre áreas técnicas do MPSC e COSEMS/SC”, analisa Daisson José Trevisol, presidente do COSEMS/SC e presidente da Fundação Municipal de Saúde de Tubarão.

Um dos problemas na campanha de vacinação levantados pelo MPSC, e também um dos fatores que, juntamente com a escassez dos imunizantes, tornam mais morosa a vacinação e facilitam a ocorrência de casos suspeitos de fura-fila, é a falta de canais claros para a divulgação das datas, locais e fases da vacinação nos municípios e os documentos que devem ser apresentados pelas pessoas para comprovar que elas se enquadram no público prioritário da vez.

Com o QuemVacinaHoje?, agora, será possível conferir em uma única página na internet quem está na vez de se vacinar em cada cidade, pois, até então, essas informações estavam disponíveis e acessíveis à população conforme as possibilidades de cada município. Algumas prefeituras municipais publicam o calendário de vacinação nos seus portais, outras, em suas redes sociais ou mesmo nas mídias sociais dos gestores, e muitas preferem os meios de comunicação como jornais, rádios e televisão.

O Chefe de Setor de Inteligência de Negócio da GECDI, Fernando Augusto Schmitz esclarece que o painel é abastecido pelas Secretarias Municipais de Saúde com os dados e informações mais atualizados sobre a campanha de imunização em cada cidade. O formulário para o fornecimento dessas informações foi elaborado em conjunto com o Conselho Estadual de Secretarias Municipais de Saúde, sob a orientação da Coordenadora Técnica Central e do Apoio Regionalizado, Maria Cristina Willemann, de maneira que os dados sejam uniformizados.

Segundo Schmitz, a falta de uniformidade nas informações em cada município é um dos principais obstáculos para a população saber, de forma clara, o calendário de vacinação na cidade em que mora. E essa será a primeira função do site ¿descobrir se naquele dia eu posso ser vacinado, ou quem está sendo vacinado, porque hoje é muito difícil encontrar essa informação¿.

Com o site, tanto o cidadão e a cidadã que aguardam a sua vez de receber a vacina, quanto os órgãos de controle externo, como o Ministério Público, poderão monitorar o cumprimento adequado de cada fase da campanha para o atendimento dos públicos prioritários. Com isso, segundo Douglas Martins, “estamos ampliando a comunicação com a população, a transparência e a agilidade do processo de imunização, o que é fundamental para efetivo controle da pandemia. A vacinação é estratégia coletiva, cujos resultados dependem de ampla adesão da população, motivo pelo qual é essencial que todos os que estão aptos a recebê-la consigam informação rápida e clara de como devem proceder e, efetivamente, busquem se vacinar. A vacina protege o vacinado e as pessoas que com ele convivem, salvando vidas e renovando esperanças, o que justifica todos os esforços possíveis para aprimoramento das estratégias”.