Mulher é assassinada a tiros na frente do filho no Tabuleiro

Uma mulher de 29 anos foi morta a tiros na noite de domingo na frente do próprio filho, no bairro Tabuleiro, em Camboriú. A vítima foi encontrada pela polícia Militar no chão da entrada de casa, na rua Tereza Evangelista Gonçalves. Ao menos cinco tiros foram ouvidos pelos vizinhos, que chamaram as guarnições. O Samu foi chamado e confirmou o óbito no local.

O crime ocorreu por volta das 19h30. Os disparos foram feitos pelo marido da vítima. O filho da mulher tem Síndrome de Down e estava na casa e teria presenciado o feminicídio. Após atirar, o homem fugiu e não foi encontrado. O corpo da mulher foi recolhido pelo instituto Médico Legal. A polícia Civil esteve na casa e vai investigar o crime.

Conforme levantamento da secretaria Estadual de Segurança Pública até o dia 21 de setembro, 36 mulheres foram vítimas de feminicídio nesse ano em Santa Catarina. O número supera os casos de 2017 (34 mortes) e 2018 (30) e está perto dos crimes em 2019 (41) no mesmo período (01 de janeiro a 21 de setembro). O boletim da última semana no estado ainda não foi divulgado.

Ao menos sete casos desse ano são de vítimas da região. Foram três feminicídios em Camboriú, em abril, julho e setembro; dois em Itapema, em fevereiro e março; um em Balneário Camboriú, em abril, e outro em Navegantes, em junho. Quase todos os casos estão dentro do período da pandemia, quando as denúncias de violência contra a mulher aumentaram, segundo o ministério da Mulher.

Por Diarinho

Comente Abaixo