Mulher joga carro em cima de moto matando o marido e a amante.

A Polícia de Álvares Machado registrou na madrugada de ontem (25) a morte de duas pessoas: um homem de 29 anos e uma mulher de 20 anos. Eles estavam em uma motocicleta que foi arrastada por mais de 20 metros por um Honda Civic. O carro era dirigido pela esposa do homem e a motivação teria sido ciúmes, diante da traição.
Segundo o G1/Presidente Prudente, a Polícia Militar foi acionada, inicialmente, para atender uma ocorrência de acidente de trânsito, e chegando ao local se deparou com a cena do crime, na esquina das Ruas Monsenhor Nakamura e Antônio Marçapal.

Com a colisão na parte traseira da moto, provocada pelo carro, as vítimas foram arremessadas ao solo e arrastadas por mais de 20 metros, até chocarem-se contra o muro de um imóvel.
No local, PM constatou que as duas vítimas já estavam sem vida, o que foi confirmado em seguida, com a chegada da equipe de resgate do Corpo de Bombeiros. O caso levou também ao acionamento da Polícia Civil e a Polícia Científica.

Segundo o BO – diz site G1/Presidente Prudente – “a perícia constatou que a motocicleta foi arrastada por uma distância de aproximadamente 22 metros. Os peritos ainda não verificaram qualquer “sinal de frenagem do carro para que evitasse a colisão ou diminuísse a força e/ou arrasto do motociclo”. Mesmo após empurrar a moto, o veículo ainda teve “força suficiente para derrubar o muro até finalmente parar”, conforme relato da perícia na ocorrência”.
De acordo com o G1/Presidente Prudente, “ainda foi constatado marca da motocicleta no asfalto devido ao momento em que esta teria ficado presa embaixo do carro, sendo arrastada por aproximadamente 22 metros até o muro. O impacto foi tão forte que os air bags do Honda Civic foram acionados, também de acordo com o registro”.

O G1/Presidente Prudente destacou ainda que “diante das circunstâncias e do depoimento de testemunha, a autoridade policial afastou a hipótese de homicídio culposo na direção de veículo automotor e passou a tratar o caso como homicídio doloso, ao entender que a autora cometeu o ato “motivada por ciúmes”, pois seu esposo “mantinha um relacionamento amoroso” com a mulher de 20 anos que estava junto com ele na moto”.
Ainda de acordo com o G1/Presidente Prudente, “a autora admitiu que realmente “perseguiu seu marido com o carro até colidir com a motocicleta”, já que ele estava tendo um caso com a outra vítima. A mulher foi presa em flagrante. A Polícia Civil requereu à Justiça a conversão da prisão em flagrante para preventiva da indiciada. Ela foi encaminhada para a Cadeia de Dracena”


Por G1

Comente Abaixo