Mulher usa pão para matar marido asfixiado por chamá-la de “velha e gorda”

O servidor público Sérgio Carvalho Silva, de 51 anos, foi morto asfixiado no sábado (25), no Bairro Santo Antônio, em Itajubá, Sul de Minas Gerais conforme informações do jornal Estado de Minas. A esposa do homem confessou que amarrou e asfixiou o marido.

Conforme o jornal, a mulher disse que não sofria agressões do esposo, mas que ao sufocá-lo, lembrava que ele a chamava de ‘velha e gorda’. Uma vizinha da suspeita, sabia do plano, e ligou para os bombeiros, alegando um engasgo.

As mulheres foram detidas e encaminhadas para a delegacia da cidade.

A Polícia Militar (PM) informou ao Estado de Minas, que a suspeita ligou dizendo que “havia matado seu marido e gostaria de se entregar”. A mulher disse em depoimento que teria preparado o almoço e pedido ao marido que ensinasse técnicas de imobilização. A suspeita teria premeditado o crime.

Após imobilizar o homem, a mulher disse que usou uma blusa para tampar a boca e o nariz do marido. A vizinha chegou na casa e viu que o homem ainda estava vivo. A esposa contou que usou um pedaço de pão para engasgar o homem.  Os bombeiros atenderam o homem, levado ao hospital, mas ele já estava morto.

A vítima trabalhava na Prefeitura de Itajubá há 23 anos. O município publicou uma nota lamentando a morte.

Foto: Redes sociais

 

*com informações do jornal Estado de Minas, do Grupo Diários Associados, afiliado ao SBT em Minas Gerais.

Publicidade