Nova expedição da Família Schurmann partirá de Balneário Camboriú

Balneário Camboriú será o ponto de partida da expedição Voz dos Oceanos, da família brasileira Schurmann, iniciativa que deve durar dois anos e vai registrar a situação do resíduo plástico nos oceanos e buscar soluções inovadoras para a poluição marinha, como forma de conscientizar a população. A família parte do Atracadouro Barra Sul, no Molhe da Barra Sul, na tarde de domingo, dia 29 de agosto, com destino final na Nova Zelândia.

A expedição tem o apoio financeiro da Prefeitura de Balneário Camboriú, através da Secretaria Municipal de Turismo (SECTUR-BC) e Fundo Municipal de Turismo (FUMTUR)

“Santa Catarina é nosso porto de partida há 37 anos, quando embarcamos na nossa primeira grande aventura até retornarmos como a primeira família brasileira a dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. De lá para cá foram, até o momento, três expedições globais, sempre começando aqui no Estado, mas em cidades diferentes com as quais temos uma relação de respeito e carinho”, lembra Vilfredo Schurmann. “Para essa missão, a Voz dos Oceanos, vamos zarpar de Balneário Camboriú, cidade importante no mapa catarinense”, completa o Capitão do veleiro Kat.

“Aqui em Balneário Camboriú tivemos grandes avanços ambientais nos últimos anos e o destaque mundial que a cidade terá com a saída da expedição Voz dos Oceanos daqui nos ajudará a mostrar uma cidade pronta para a retomada econômica e cheia de novidades”, destaca o prefeito Fabrício Oliveira.

Com apoio global do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a expedição Voz dos Oceanos é uma iniciativa do Brasil para o mundo, incluindo a produção de conteúdos audiovisuais para as mais diversas plataformas – entre elas, redes sociais e TV Globo. Para a equipe e parceiros da iniciativa, Balneário Camboriú apresentou os projetos Recicla BC e Lixo Fora d’Água como atores na conscientização e mobilização da sociedade para a causa oceânica.

O Recicla BC é um projeto que visa ampliar a quantidade de resíduos separados e destinados às cooperativas e associações locais de reciclagem, aumentando os benefícios sociais envolvidos nessa prática. Desde o início do projeto em 2019, o percentual de separação dos resíduos dobrou – em 2018 o volume separado era de 7,7% e em 2020 o índice subiu para 15,7%. A cidade também conta com quatro ecopontos (Praça da Barra, Praça Higino Pio, Avenida Palestina e Terceira Avenida, com a Rua 2.870) que recebem resíduos recicláveis e funcionam como marcos de incentivo à educação ambiental e respeito ao meio ambiente.

Balneário Camboriú também está preparando caminho para se tornar referência na destinação de resíduos e poluição marinha com o projeto Lixo Fora d’Água, que reúne um conjunto de estudos e ações que visam identificar e combater as fontes terrestres, ocasionadas pela gestão inadequada de resíduos sólidos urbanos, que culminam na poluição das águas.

Sobre a Família Schurmann

Em 1984, Vilfredo e Heloisa Schurmann partiram de Santa Catarina, junto dos três filhos, com o objetivo de realizar o sonho de dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro. Na primeira grande aventura, os Schurmann velejaram por dez anos e, ao retornarem, passaram a ser conhecidos como a primeira família brasileira a dar a volta ao mundo a bordo de um veleiro.

Entre as três expedições, a Família Schurmann percebeu a necessidade de um projeto voltado ao combate à poluição marinha, tendo se deparado, por exemplo, com duas ilhas inabitadas cobertas de lixo plástico nos anos de 1980 e 1990. Agora, com o apoio mundial do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), se preparam para mais uma missão, a expedição Voz dos Oceanos.