Operação da PF desarticula esquema notas falsas em Araquari

A Polícia Federal deflagrou em Araquari nesta sexta-feira, 22, a operação Mascada 2, com o objetivo de combater a introdução de dinheiro falso em circulação.

A investigação foi iniciada com a identificação de diversas encomendas postadas em uma agência dos Correios de Araquari contendo cédulas falsas para todas as regiões do Brasil, mediante utilização de nomes e endereços fictícios do remetente.

Responsável pelas postagens é preso

O responsável pelas postagens foi identificado e nesta sexta-feira os policiais federais cumpriram dois mandados de busca e apreensão, em endereços do investigado em Araquari.

Durante as buscas, foram encontrados grande quantidade de cédulas falsas, impressora e guilhotina utilizados na fabricação das cédulas contrafeitas, o que motivou a prisão em flagrante do suspeito.

Cédulas falsas

Durante as investigações, 16 remessas contendo cédulas falsas foram interceptadas, evitando que fossem introduzidas em circulação. A quantidade de cédulas falsas de reais e seu correspondente valor de face ainda segue em apuração.

Crimes

O investigado responderá pelo crime de moeda falsa, tipificado no artigo 289 do código penal com pena de reclusão de três a 12 anos. Responde pelo crime de moeda falsa quem fabrica, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa, assim como aquele que, mesmo tendo recebido de boa-fé, como verdadeira, a restitui em circulação após conhecer a falsidade.