PF e PC desarticulam organização criminosa de tráfico transnacional em Balneário Camboriú

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Polícia Civil do estado de Santa Catarina, deflagrou nesta quarta-feira (11/12) a Operação Conexão Itália, para desarticular organização criminosa que atuava no tráfico de drogas. A partir de Santa Catarina, essa organização realizava tráfico transnacional com o envio de cocaína para a Europa na intenção de receber MDMA, para a produção de ecstasy.

Mais de 50 policiais, entre federais e civis de Santa Catarina, cumprem mandados expedidos pela Justiça Federal. São 13 mandados de busca e apreensão, sendo quatro em Florianópolis/SC, dois em São José/SC, dois em Balneário Camboriú/SC, um em Curitiba/PR e quatro na capital de São Paulo. Também estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva e um mandado de prisão temporária.

O desencadeamento da operação de hoje é consequência das investigações, com prisão e apreensão de drogas, realizadas por delegacias especializadas da Polícia Civil de Santa Catarina nos meses de julho a setembro deste ano. Nesse período dois comerciantes foram presos na sede de empresa de produtos esportivos de Florianópolis/SC. Com eles foram apreendidos 26 kg de cocaína, 11 kg de comprimidos de ecstasy, 1,8 kg de haxixe e 4 kg de MDMA, já dispostos embalados em malas.

No desdobramento dessas ações, verificou-se que o objetivo da organização criminosa era a remessa internacional de cocaína para o continente europeu, com o consequente recebimento da droga sintética MDMA. Essa substância é base para a produção de ecstasy – também conhecido como doce ou bala – uma das drogas mais presentes nas baladas de jovens de classe média e alta no Brasil e em vários países do mundo.

Por suas condutas, os investigados responderão por tráfico transnacional de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa, cuja a pena culminada pode ultrapassar os 30 anos de prisão.

Conexão Itália faz referência à condição de um dos principais acusados que tem cidadania dupla – brasileira e italiana – e que se valia dessa condição para realizar várias viagens internacionais.

Sementes de maconha foram apreendidas em Florianópolis durante a operação, de acordo com a PF — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Durante a ação, intitulada Operação Conexão Itália, foram apreendidas sementes de maconha em Florianópolis e tabletes de cocaína em Balneário Camboriú, de acordo com a Polícia Federal. Os investigados devem responder pelos crimes de tráfico transnacional de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Investigação

O caso começou a ser investigado a partir de apreensões de drogas realizadas entre julho e setembro pela Polícia Civil catarinense, que resultaram na prisão de dois comerciantes em Florianópolis. Os suspeitos foram detidos na sede de uma empresa de produtos esportivos.

Na ocasião, foram apreendidos também 26 quilos de cocaína, 11 quilos de comprimidos de ecstasy, 1,8 quilo de haxixe e 4 quilos de MDMA, embalados em malas, conforme a Polícia Civil.

Comente Abaixo