PF prende sócio de traficante investigado na Operação Minotauro

A Polícia Federal localizou e prendeu um fugitivo da justiça, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP. Ele é investigado por participar de organização criminosa que trazia drogas da Bolívia para várias regiões do País, por meio da fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

O foragido buscava embarcar com destino a Rio Branco/AC, onde possivelmente se deslocaria até a Bolívia, onde, de acordo com o que foi apurado, realizaria negociações envolvendo tráfico de drogas.

As investigações para localizar e prender o suspeito foram iniciadas a partir da prisão de uma liderança do tráfico internacional de drogas, na Operação Minotauro, deflagrada pela PF. A análise dos materiais apreendidos pela Polícia Federal o apontam como uma liderança de uma organização criminosa que se dedica ao tráfico de entorpecentes originários da Bolívia e que são introduzidos no Brasil pela fronteira sul do Estado do Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

A organização criminosa da qual o preso faz parte é suspeita de internalizar grandes quantidades de cocaína no território brasileiro e responsável por grande parte da violência atual na fronteira de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

O preso foi conduzido à Delegacia da Polícia Federal de Campinas/SP e, após os procedimentos legais, encaminhado ao presídio local onde permanecerá à disposição da Justiça.

Minotauro

Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, o Minotauro, foi preso no Marina Beach Towers, na rua 3700, em Balneário Camboriú, por policiais federais de Itajaí em 05 de fevereiro. Minotauro tentava assumir o controle do tráfico de drogas e de armas na divisa entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

Segundo a PF, “a prisão de Minotauro é considerada um importante golpe no tráfico de drogas e armas, bem como na tentativa de domínio de áreas fronteiriças por facções criminosas”. Ele era alvo de dois mandados de prisão: um por tráfico de drogas e outro por uso de documento falso.

Comente Abaixo