Piriquito ataca forças de segurança por operação contra contrabando. Comandante da PM rebate.

O ex-prefeito de Balneário Camboriú, e declarado pré-candidato a prefeitura da cidade, usou suas redes sociais no dia de ontem (23) para criticar as forças de segurança que atuavam na “Operação Varejo” que aconteceu em todo o estado e resultou na prisão de 24 pessoas.

Em seu vídeo, de maneira debochada e prepotente, o ex-prefeito comentou sobre uma suposta denúncia de um comerciante, que teria reclamado de uma possível ação truculenta por parte da PM e da GM. Piriquito ainda atribuiu ao prefeito a culpa pelo suposto caso de abuso.

Na clara intenção de chamar a atenção, Piriquito, sem saber do que estava falando, desmereceu o trabalho das forças de segurança da cidade, que se uniram para executar uma operação que estava acontecendo em todo o estado.

O Comandante Ten. Cel. Alexandre Coelho Vieira, em um grupo de whatsapp, rebateu a acusação do ex-prefeito, trouxe números e ainda frisou: “Caso o Sr. Periquito concorde com comércio ilegal, sem alvarás, comércio de produtos ilegais, como cigarros do Paraguai, essências ilegais e proibidas, que sonegam milhões por ano, então seu vídeo está no caminho.”

Confira o texto na íntegra.

“ESCLARECENDO.
A OPERAÇÃO foi realizada pela POLÍCIA MILITAR pelo estado inteiro.
Tanto GM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e fiscais da Prefeitura foram convidados a participar e de pronto aceitaram.
A operação foi baseada no dever constitucional da PMSC na preservação da ordem Pública e de Polícia Ostensiva.
O armamento utilizado pelos Policiais são ferramentas de serviço do dia a dia.
Todos os comerciantes e pessoas abordadas foram tratadas cordialmente e dentro das nossas técnicas.
É um absurdo, uma pessoa como um Ex-Prefeito contestar ações legais efetuadas por instituições sérias e dedicadas.
Na operação combatemos a ilegalidade, o contrabando e descaminho, que muitas vezes fomentam a criminalidade.
Boa noite, Senhoras e Senhores!

NA OPERAÇÃO VAREJO 1, nas Unidades da 3ª RPM. Participaram da Operação 119 Policiais Militares, 04 Policiais Civis, 04 Bombeiros Militares, 09 Guardas Municipais, 05 fiscais da Prefeitura, distribuídos em 50 viaturas e que culminou com os expressivos resultados:
346 pessoas abordadas; 5 pessoas presas/apreendidas; 7971 carteiras de cigarros apreendidas; e, 488 outros produtos ilícitos retirados de circulação. As apreensões realizadas resultaram num valor estimado de R$47.826,00, que corresponde, conforme dados da Fazenda Estadual, a R$11.956,50 de valores de tributos fraudados.
Caso o Sr. Periquito concorde com comércio ilegal, sem alvarás, comércio de produtos ilegais, como cigarros do Paraguai, essências ilegais e proibidas, que sonegam milhões por ano, então seu vídeo está no caminho.

Ten Cel Alexandre
Cmt do 12BPM”

O comandante ainda completou 

“NÃO ESTAMOS acomodados esperando a situação piorar. ESTAMOS trabalhando para o melhor da cidade.
E sem ideologia de partido, que fique claro
Esses são os Homens e mulheres que trabalharam ontem na operação aqui no NOSSO município de Balneário Camboriú.
Dedicados homens e mulheres da lei.
O que incomoda algumas pessoas do município é que querem que de errado, são da política quanto pior melhor.
A integração das forças de segurança é uma realidade.”

De novo

Nesta semana, Piriquito ainda criticou os Agentes de Trânsito por ter multado um furgão que entrega milho na praia cometendo infrações previstas no CTB. Na ocasião, em outras palavras, Piriquito opinou que os Agentes deveriam prevaricar e não autuar o motorista.

A reação por parte da Associação dos Agentes de Trânsito foi imediata, e publicou o seguinte texto na página da entidade.

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020.

A Associação dos Agentes de Trânsito do Município de Balneário Camboriú vem, à público manifestar-se acerca do ocorrido com os carros de entrega de milho na orla de nossa cidade.
Todos os atos e de seus agentes são alicerçados pela legislação de trânsito, bem como o cumprimento de suas funções públicas de maneira ética e isonômica aos cidadãos que aqui residem, veraneiam ou exercem quaisquer atividade econômica neste município.
O exercício da função pública, em especial a que envolve o trânsito, é de suma importância e difícil compreensão do coletivo, ao cumprimento das normas estabelecidas em lei, tendo a função precípua de manter a ordem, a eficácia das regras e o estímulo a todos aqueles que convivem em nossa cidade, demonstrando organização, equilíbrio e respeito.
Desta forma, repudia-se qualquer interpretação que tenha o condão de desvirtuar as práticas líticas e éticas da função do agente de trânsito, para que se utilize como benefício político em favor de uma classe ou um cidadão.
A sociedade de bem e seus cidadãos, sejam eles em quaisquer das classes ou posições a que pertençam, tem o anseio de ver cumprido as regras que são estabelecidas para que a ordem e a boa convivência se façam a todos, sem distinção ou uso das ferramentas como manobra política.
Os agentes de trânsito repudiam veementemente que estejam fazendo de seus atos um espetáculo midiático, bem como impedindo que se exerça o comércio local e nativo de nossa cidade, apenas fazendo cumprir a legislação de forma justa e a todos!

Associação dos Agentes de Transito do município de Balneário Camboriú
Diretoria”

Comente Abaixo