Pizzaria entrega pedido Fake após cliente enviar comprovante de pix falso

Na segunda-feira (25), um cliente realizou um pedido em uma pizzaria, localizada na zona leste de Teresina (PI), e alterou o comprovante de pagamento via Pix. Então o dono do estabelecimento, Robson Costa, resolveu entregar uma pizza e um refrigerante “falsos”. As informações são do G1.

De acordo com Robson, essa não foi a primeira vez que o cliente tentou pagar pelo pedido com um Pix falso. No mês de junho, ele causou um prejuízo de R$ 300.

“Há cerca de um mês, tomamos esse prejuízo de R$ 300 com um Pix falso, foi a primeira vez em 12 anos de pizzaria, aí ficamos mais vigilantes, principalmente com Pix falso. Agora a gente só entrega depois que realmente confirma o valor na conta”, relatou.

Na segunda-feira, o dono da pizzaria notou que o cliente enviou um comprovante no valor de R$ 55. Mas o aplicativo do banco mostrava dois Pix de R$0,01.

Por conta disso, Robson decidiu entregar uma pizza sem recheio e uma garrafa de refrigerante que continha suco com sal.

“Eu fiquei sem ideia de como fazer. A pizzaiola deu a ideia de mandar só a massa seca e ela escreveu o nome ‘pix fake’ na caixa. Pro refrigerante, pegamos a garrafa vazia e colocamos um suco em pó. O entregador disse que ele ainda poderia beber o suco, aí colocamos sal”, disse.

Após a entrega, o cliente reclamou do pedido e bloqueou o contato da pizzaria no WhatsApp.

Golpe em pedido de cerveja

Robson informou que, além do pedido “falso”, entregou um pênis de borracha que pertencia a um dos entregadores.

“Nós tínhamos mandado com a pizza um brinquedo de um dos entregados, um pênis de borracha. Então falamos com ele de outro número para pedir de volta, porque tinha sido só uma brincadeira. Ele disse que vai devolver e em seguida mandou uma mensagem dizendo que ‘roubou para comer”, disse Robson.

Na mensagem citada pelo proprietário da pizzaria, o cliente citou o versículo 30 do capítulo 6 dos provérbios bíblicos, que diz: “O ladrão não é desprezado se, faminto, rouba para matar a fome”.

Depois, Robson publicou em um grupo de empreendedores da região o golpe que sofreu. Nesse momento, outro empresário afirmou que o mesmo homem também enviou um Pix falso para pedir cervejas.

“Nós ainda vamos buscar a polícia e denunciar. E não confiamos mais só no comprovante. Estamos sempre olhando se o valor está na conta”, disse. “Outro detalhe é que ele não colocou o endereço normal. Ele coloca que tá na rua, que a casa dele está sem endereço correto, que a casa não tem número. Eles fazem isso para a gente não ter como cobrar, quando descobrir”, finalizou o empresário.

Publicidade