Podemos estadual entregue, Projetos da Câmara e a lei para político mentiroso

Infelizmente a legislação brasileira é composta por um emaranhado de leis um tanto quanto absurdas e outras que sequer são fiscalizadas. Enquanto nossos legisladores do planalto discutem a proibição de por nome de pessoas em animais, uma lei importante sequer passa pela cabeça dos nossos digníssimos.

Eu proponho uma lei na qual o chefe do executivo e representantes do legislativo, da União, Estados e Municípios, seja proibido de mentir. A lei poderia prever também que a alteração dos fatos narrados pelo político, com o intuito de ludibriar a população, também fosse passível de pena. Garanto que os nobres pensariam duas vezes antes de falar qualquer coisa para se promover.

Totem da autopromoção

A Prefeitura de Camboriú está gastando mais de meio milhão de reais para instalar 8 painéis de LED pela cidade. Diz a prefeitura que vai mostrar hora e temperatura e terá um espaço para divulgar as ações da prefeitura. Ai eu pergunto: Precisa gastar dinheiro com isso? Não seria melhor licitar a exploração de publicidade nestes pontos tendo a prefeitura um espaço para divulgar suas ações? Ninguém parou para pensar no custo de manutenção do equipamento a longo prazo?

Totem da autopromoção II

Teve um secretário que disse que é uma verba carimbada para publicidade. Mas como se a verba de publicidade que está na Lei Orçamentária é destinada para o contrato da agência que presta serviço para a prefeitura? E outra, digamos que seja, não tem algo mais útil para aplicar isso? Como por exemplo, campanha de conscientização para controle da Dengue que está desenfreada na cidade ou a Vacinação COVID que tem um dos piores índices da AMFRI?

Podemos entregue

O Podemos de Santa Catarina está namorando e apaixonado por Carlos Moisés faz algum tempo. Reuniões para cá, reuniões para lá. Com a quase confirmada filiação do governador no Republicanos, tem quem aposte em uma chapa composta entre Moisés e o vice do Podemos. O MDB estava de portas abertas para o bombeiro, Moises preferiu outros caminho. Com tantos cargos no governo, será que o MDB larga a boca ou os agregados partem junto para o Republicanos? Ouvi falar que tem até deputados com malas prontas.

Podemos entregue II

Esse alinhamento coloca o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, em saia justa. Embora a presidente nacional do Podemos garanta que Fabrício é o candidato do Podemos, alinhar uma chapa com Moisés, que nada fez por Balneário Camboriú, torna a situação complicada até para a base de apoio de Fabrício na cidade. É algo praticamente inimaginável. Acredita-se no risco de Fabrício não concorrer a nada nessas eleições de 2022 por conta dessa articulação.

Projetos 

Voltando para a Câmara municipal, e seus projetos que são verdadeiras pérolas, cito um projeto protocolado pela vereadora suplente em exercício, Nena Amorim. Explorada pela mídia em várias manchetes como uma “proposta”, na verdade “manda” a prefeitura fazer algo sem dizer como e de que jeito. O projeto de lei tem apenas uma linha. Manda a prefeitura dispor de entrega de medicamentos quando as farmácias municipais estão fechadas. Ponto.

Projetos II

Assim que começaram a dar mídia, eu cantei a bola que não passaria na Câmara e apontei o motivo. O legislativo não pode simplesmente mandar o município fazer algo, principalmente quando afeta a própria estrutura administrativa das suas pastas. Sem contar o fato de gerar custos ao município que sempre foi vetado para o legislativo, mas agora vive uma insegurança jurídica devido ao entendimento dos tribunais. O fato é que o parecer jurídico da casa sobre o projeto disse praticamente o mesmo que eu. E repito, crie um programa no estilo “Farmácia todo dia” ou “Programa Farmácia 24horas”, seria muito melhor e passaria fácil na Câmara, sem objeção do executivo.

Aparecido

O vereador Kaká “Aparecido” Fernandes tem feito de tudo para mostrar a carinha e aparecer. Até o prefeito anda ofuscado com as aparecidas do vereador em assuntos que caberia, em tese, ao executivo tratar. Não pode ver uma pauta polêmica que o rapaz está lá fazendo vídeo e postagens, saindo em coluna de grandões com a ajuda de seus súditos empregados em cargos de comunicação. Oportunista? Quem sabe. Mas quem vê de fora acha que o vereador do Podemos é o prefeito. Se liga Pop Star.

Cidadania

Seguindo a Nacional, parece que o Cidadania barriga verde vai seguir a regra e apoiar o PSDB por aqui também. Dizem por ai que uma chapa Colombo e Pavan deve aparecer para o pleito deste ano. Fico pensando como ficaria o Cidadania em Balneário Camboriú e Camboriú, que são base dos prefeitos da cidade. Inclusive a presidente do antigo PPS na Capital da Pedra, na executiva válida até 31 de dezembro de 2021, é a esposa do prefeito Elcio Kuhnen.

Mudanças 

O executivo de Balneário Camboriú deve passar por mudanças nos próximos dias. Pelo menos 4 secretarias estaria na mira do prefeito no primeiro e segundo escalão. Entre elas, e mais certa para acontecer logo, é a gestão da COSIP na cidade. Atualmente o gestor sumiu, depois que passou o alargamento não se vê o “home” em lugar nenhum. Parece que quem tem assumido as broncas é um diretor.

COSIP

Quem deve assumir a COSIP é o vereador Arlindo Cruz, do PSD. Arlindo já foi secretário de obras e tem aceitação boa dentro do funcionalismo público. A ida está quase certa, faltando apenas detalhes. Com Arlindo subindo para assumir uma pasta, quem assume a suplência é Dani Serpa, apoiadora incondicional do governo Fabrício. Dani é servidora de carreira, conhece a máquina pública e como funciona o legislativo, e foi a segunda candidata mais votada no PSD em 2020.


 

Podemos estadual entregue, Projetos da Câmara e a lei para político mentiroso
Poucas e Boas – Por Gian Del Sent

Publicidade