Polícia descobre casa usada por criminosos para planejar assalto ao aeroporto de Blumenau

A polícia descobriu nesta sexta-feira (15) a casa que os criminosos alugaram desde outubro do ano passado para planejar o assalto ocorrido no aeroporto de Blumenau, no Vale do Itajaí, na quinta (14). Também deu detalhes das armas usadas, entre elas uma metralhadora capaz de derrubar aviões.

O assalto deixou uma jovem de 22 anos morta e dois vigilantes feridos na tarde de quinta. Eles continuavam internados em hospitais de Blumenau até a noite desta sexta.



Segundo a Polícia Militar, entre seis e oito assaltantes cometeram o crime por volta das 15h20 e fugiram em dois carros. Eles não haviam sido encontrados até a noite desta sexta.

Investigação

Já são quase 30 horas de buscas pelos bandidos. Na tarde desta sexta, policiais localizaram uma casa na região do Vale do Selke, entre Blumenau e Pomerode, usada pelos criminosos no planejamento do assalto.

Na noite de quinta, a Polícia Militar localizou os dois carros usados pelos criminosos e que foram abandonados em uma região de mata, no mesmo bairro onde ocorreu o assalto, Itoupava Central. Em um deles havia um explosivo que precisou ser removido e desativado pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope).

“Principalmente o nosso trabalho é buscar elementos, provas da rotina que eles tiveram ali, de como foi essa passagem, a fuga para isso tudo a gente poder instruir os inquéritos policiais”, afirmou o delegado Egídio Ferrari.

O forte armamento usado pelos assaltantes chamou a atenção da polícia. “Isso demonstra que estavam realmente preparados e planejados para essa ação. Então é uma situação que nos causa bastante preocupação e empenho por parte da Polícia Civil em solucionar e esclarecer”, afirmou o delegado da divisão de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) Anselmo Cruz.

Assalto e vítimas

O alvo dos oito criminosos, fortemente armados com fuzis, eram os malotes de dinheiro que estavam sendo levados de um avião para dois carros fortes. Os criminosos fugiram com o dinheiro. A quantia levada não foi divulgada.

O corpo da jovem que morreu, Edivânia Maria de Oliveira, foi velado nesta sexta. Ele será enterrado no Piauí, estado ela onde nasceu. A jovem foi vítima de uma bala perdida vinda do tiroteio durante o assalto.

A colega de trabalho dela Clediane Xavier Henning, contou o que aconteceu: “Ela tinha acabo de sair para o horário de lanche no refeitório. Eu só vi, as meninas contaram que ela estava saindo do refeitório quando foi atingida”.

Comente Abaixo