Polícia investiga denúncia de abuso sexual em creche de Itapema

A polícia Civil de Itapema está investigando denúncias de abuso sexual que teriam acontecido a alunos de uma escolinha particular, no bairro Meia Praia, em Itapema. O suspeito dos abusos seria o proprietário da creche.

No sábado, pais e mães de alunos promoveram um ato  pedindo justiça. As famílias relataram diversas situações de abusos contra as crianças.

No muro da escolinha, os pais colaram cartazes com vários relatos dos supostos abusos. Uma menina de cinco anos, que frequentava diariamente a creche, contou a mãe as violências que sofria. Outro cartaz contava a história de uma criança de dois anos e cinco meses que também teria sido abusada. “Meu filho teve muita alteração no comportamento. Se retraindo no banho, e não deixando trocar a fralda. Reagindo sempre com choro ou grito. Até o momento em que encontramos algumas marcas no corpo”,  denunciou uma das mães.

Os pais revelaram que já houve uma denúncia contra o suspeito em 2019, mas contam que na época a polícia arquivou o inquérito alegando ser “fantasia” das crianças.

Polícia está investigando

Com as novas denúncias, a polícia Civil informou que reabriu a investigação contra o homem. Uma menina de quatro anos seria a vítima.

O delegado Aden Pereira já interrogou testemunhas. Segundo o delegado, a criança foi submetida ao exame de corpo de delito, mas o resultado ainda não foi divulgado. Os laudos ficarão prontos nos próximos dias.

O delegado não repassou detalhes da apuração porque a  investigação corre em sigilo de justiça por envolver menores de idade.

Por Diarinho