Polícia investiga golpistas que furtam motos elétricas de aluguel em Balneário Camboriú

A Polícia Civil de Balneário Camboriú, no Litoral Norte, investiga golpistas que furtam motos elétricas de aluguel na cidade. Um deles já foi identificado.

Empresários do ramo relatam insegurança e frustração com a atividade por causa dos criminosos.

Furtos

Vídeos de câmeras de segurança mostram criminosos agindo em uma loja de aluguel de motos elétricas, geralmente usadas para passeios na orla de Balneário Camboriú.

Um empresário que não quis se identificar disse que o grupo se passa por clientes, alugam o equipamento por cerca de uma hora e pagam R$ 100. Na hora da devolução, ninguém aparece.

“O primeiro furto ocorreu no mês de janeiro desse ano. Nós nunca tínhamos perdido nada até o momento e, após janeiro, em maio, junho e julho começou uma onda crescente, que se demonstrou uma quadrilha bem organizada e com certeza tem quem faça a receptação do produto”, declarou o empresário.

Para poder retirar as motos, é preciso preencher um contrato e deixar um documento com foto. “Todos os documentos com o mesmo tipo de falsificação são nomes originais, fica aí até o aviso a quem perdeu o documento para registrar o boletim de ocorrência”, afirmou o empresário. Nas falsificações, os RGs e CNHs vêm com a foto dos estelionatários.

O problema ocorreu mais de uma vez. Só nesse ano, esse empresário perdeu cinco motos, um prejuízo de mais de R$ 25 mil.

Investigação

Após as denúncias, a polícia passou a investigar o caso. Os agentes descobriram que mais empresários no litoral estavam sendo lesados, o que leva os policiais a crerem que se trata de uma associação criminosa. O golpe vinha sendo aplicado do mesmo jeito em vários estabelecimentos comerciais.

Outro empresário relatou frustração. “Gerou um clima de desconfiança no comércio. Eu não fui o único lesado, tem vários outros comerciantes também. Espero que através da identificação desses bandidos outros possam vir a fazer esse mesmo tipo de denúncia”, disse.

Comente Abaixo