Polícia prende avó e companheiro suspeitos de estupro de adolescente em Araquari

estupro

A Polícia Civil prendeu a avó e o companheiro suspeitos de estupro de uma adolescente de 13 anos em Araquari. As ordens judiciais foram cumpridas na manhã de segunda-feira. No fim de maio, o casal já havia sido indiciado pela polícia e estava em local desconhecido pelas autoridades.

O conselho tutelar recebeu denúncia sobre uma criança que estaria sendo vítima de abusos sexuais e aparentava estar grávida. Os conselheiros foram até o local e confirmaram a veracidade da denúncia.

Segundo a Polícia Civil, gravidez da vítima foi comprovada. Em seguida, foram realizadas perícias, atendimentos psicológicos e ação conjunta da Polícia Civil, Conselho Tutelar, Ministério Público e serviços sociais para proteger a criança e solucionar o caso.

Foi representada pela prisão dos envolvidos, porém o Ministério Público e o Poder Judiciário indeferiram o pedido naquele momento, uma vez que a vítima foi retirada da guarda da avó. Também foram impostas medidas de proteção para impedir que os envolvidos tivessem contato com a vítima.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações identificaram e comprovaram que a criança sofreu abusos sexuais por parte do companheiro da avó e que ela também tinha conhecimento dos abusos.

Segundo a polícia, o casal havia se mudado sem informar o paradeiro e, com frequência, a avó buscava descumprir as medidas protetivas impostas, tentando fazer contato com a neta.

O relatório final das investigações reiterou o pedido de prisão e apresentou novos fatos, que convenceram o Ministério Público e o Judiciário da necessidade da prisão dos envolvidos. Eles foram encontrados em uma residência entre Araquari e Joinville. Os presos foram encaminhados para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Francisco do Sul.

Por A Notícia

Comente Abaixo