Poucas e boas – Estranhosidades

Sim, a palavra não existe e eu sei disso. O fato de criar uma derivação do substantivo estranheza é justamente para exemplificar, da melhor maneira possível, o qual é singular, incomum e extraordinário, alguns acontecimentos na região.

Na minha coluna Ácido Úrico no Portal Menina desta quarta-feira, trouxe o estranho projeto do vereador Marcelo Achutti (MDB) que quer proibir representantes de associações de bairro assumirem cargo na administração municipal e na Câmara de Vereadores.

A ideia em si é boa, o que causa estranheza é justamente o fato do vereador proponente ter o vice-presidente de uma associação nomeado em seu gabinete. No gabinete do vereador Elizeu Pereira, também do MDB, tem o presidente e o vice. Não é estranho?

Ataque hacker

Passou de 5 meses do tal “ataque cibernético” que aconteceu na prefeitura e bagunçou geral toda área de TI da prefeitura. Além do atraso na folha de pagamento, o fato ainda rendeu a derrubada do diretor de TI da prefeitura. Nada mais foi falado sobre o assunto.

Hoje tive acesso ao boletim de ocorrência feito no dia do ataque. A declaração do então diretor no BO é exatamente o que chegou a mim por várias fontes, porém um pouco diferente do que foi manifestado na nota da prefeitura. No BO, foi falado sobre a “janela aberta” que citei por várias vezes.

Janela

Os servidores da prefeitura são seguros, mas aquela janelinha ficou vulnerável. Na nota da prefeitura na época, dizia que o problema aconteceu porque as máquinas estavam com o Windows desatualizado. Mas a verdade é que o servidor que possui o sistema de autenticação de usuários de todos os setores da prefeitura, a janelinha que citei, usava Windows Server 2008, uma verdadeira bomba de vulnerabilidades. Esse servidor já usava essa plataforma arcaica há muitos anos.

Investigação

Questionei a prefeitura (15:32) para saber em que pé está a investigação sobre o caso e disseram que iriam ver. Até o fechamento dessa coluna (17:34), não tive resposta de como está a situação e nem se isso realmente virou um inquérito. De acordo com o BO que tive acesso, uma máquina foi entregue para a Polícia Civil vistoriar. Aliás, tem uma história de um pendrive que me tira o sossego, por isso quero tanto que isso seja esclarecido. (Edit: resposta veio ás 17:37 após a publicação, segue na íntegra no final do texto)

Estranheza

Uma coisa que me chamou atenção, foi o nome fantasia do CNPJ da prefeitura que foi colocado no BO: “BC MAIS SAÚDE PARA VOCÊ”. Porquê esse nome? Vem de novo a história do pendrive na cabeça. Será que o problema “brotou” na secretaria de saúde? Ou no Hospital? Cheguei a coçar a cabeça agora. Tem muito mais caroço nesse angu.

Mentira que não era mentira
(reprodução da coluna Ácido Úrico do Portal Menina)

Na coluna Ácido Úrico do dia 25 de junho relatei a conversa que tive com um conhecido meu, influente no governo e nas composições políticas do Podemos de Balneário Camboriú, que me disse que em momento algum Fabrício Oliveira se lançou a governador. Fui chamado de mentiroso por tabela e me foi dito que tudo não passou de especulação e um factoide criado por colunistas.

Ai sou surpreendido com uma declaração do próprio prefeito para o colunista Moacir Pereira, em que fala bem empolgadinho sobre a possibilidade. Não demorou muito para comissionados e simpatizantes distribuírem em grupos a parte da fala do prefeito com a declaração “Prefeito Fabrício Oliveira de Balneário Camboriú, admite que pode ser candidato ao governo de Santa Catarina.”. O vídeo foi compartilhado também pelo “mensageiro” do governo, em horário de serviço, na lista da transmissão de apoiadores. Mas não era mentira?


Poucas e boas – Estranhosidades
Por Gian Del Sent

Resposta da Secretaria de Administração 

Em resposta ao seu questionamento, manifesto-me nos seguintes termos:

1. Segundo informações advindas da Divisão de Tecnologia da Informação, está confirmado que houve um ataque cibernético na rede interna da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú, com vírus do tipo RANSOMWARE.

2. O trabalho seguiu três frentes em paralelo, a saber: 1. A Divisão de Tecnologia da Informação, subordinada a esta Secretaria, realizou uma análise/varredura interna, a fim de identificar possíveis causas, além de rever e corrigir questões de segurança da rede; 2. Registro do Boletim de Ocorrência nº 0074748/2021-BO-00132.2021.0000194 na Delegacia de Polícia Civil de Balneário Camboriú, cujo Inquérito Policial corre sob a responsabilidade da DRCI – Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática da DEIC/SC e, 3. Abertura de Sindicância Administrativa, através da PORTARIA/SGC/GAP nº 011, de 02 de fevereiro 2021, objetivando apurar a existência ou não de eventuais responsabilidades de agentes públicos.

3. Ressalto que tanto o Inquérito Policial quanto a Sindicância Administrativa encontram-se em andamento.

4. Por fim, a título de complementação, conforme informações da Divisão de Tecnologia da Informação, para que não hajam problemas futuros desta natureza, foi efetuada uma profunda análise em todos os sistemas da Prefeitura em busca de vulnerabilidades, além da revisão das políticas de segurança da informação, bem como a continuação de trabalhos em projetos de modernização do parque tecnológico da Prefeitura.
Atenciosamente.
Eduardo Krewinkel
Secretário de Gestão Administrativa