Praiana deve demitir maioria dos funcionários a partir de hoje

Os funcionários da Auto Viação Praiana que fazia o transporte público na região de Balneário Camboriú serão demitidos a partir de hoje. Segundo a empresa, 80% dos funcionários serão desligados.  Os ônibus da Praiana estão parados desde 18 de março – início da pandemia da covid-19.

“Devido ao término da MP936 e a paralisação do transporte público em Santa Catarina, viemos através desta informar que todos os colaboradores que estão com o contrato suspenso ou reduzido serão desligados da empresa a partir de amanhã”, informava a nota enviada aos funcionários nesta quarta-feira.

“Usamos as medidas disponibilizadas pelo governo, empréstimos bancários e societários, todos os recursos foram esgotados para mantermos esse passivo até agora”, explicou a empresa. A Praiana está há 57 anos atuando no mercado e tem 220 funcionários registrados.

O sindicato dos Motoristas de Itajaí e Região informou que aguarda uma posição oficial da Praiana. “Vamos esperar sermos comunicados oficialmente da decisão pela empresa, ver qual a proposta. Acreditamos que eles irão acertar tudo direitinho, até pelo nome que eles têm no mercado e a história. A empresa sempre foi séria e sempre pagou certinho”, falou  o secretário geral do Sitraroit, Carlos César Pereira.

Rafael Seara, diretor da Praiana, informou ao DIARINHO que ainda não sabe o número exato de demissões. “De 270, 30% já tiveram seus contratos rescindidos e com o fim da prorrogação da MP 936, que pra gente termina amanhã [hoje], provavelmente mais 50% serão desligados”, informou.

A Praiana pretende manter apenas 20% do efetivo. A empresa vai propor a suspensão do contrato de trabalho sem remuneração até a volta das atividades ou acordos para quem quiser ser demitido.

Por Diarinho

Comente Abaixo