Prefeitos asseguram recursos internacionais para Sistema de Transporte Coletivo Regional

Além da participação na conferência Transforming Transportation, na cidade de Washington (EUA) nos dias 16 e 17 de janeiro, a comitiva da Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí (AMFRI) realizou reuniões com o Banco Mundial e com a Global Infrastructure Facility (GIF). Como resultado, ficou manifesto o interesse das partes na continuidade do processo de implantação do Sistema de Transporte Coletivo Regional (STCR) com a liberação de recursos de até 3 milhões de dólares para a elaboração dos modelos e editais necessários à formação de Parceria Público-Privada para a continuidade do processo.

“O Banco Mundial nos convidou a apresentar este projeto por ser um projeto de referência que pode ser replicado em outras regiões do país porque ele independe do Estado ou da Federação. É um projeto de mobilidade que beneficia toda uma região viabilizado por um consórcio regional que criamos entre os municípios da Amfri, e que teve esse reconhecimento e apoio do Banco Mundial para ajudar a pô-lo de pé”, explicou o presidente da AMFRI, Fabrício Oliveira, após ter apresentado o projeto do Sistema de Transporte Coletivo Regional (STCR) no plenário da Conferência.

Além dos representantes da AMFRI, a comitiva foi composta por representantes do Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amfri, bem como dos municípios de Balneário Camboriú, Balneário Piçarras e Itajaí.

Sistema de Transporte Coletivo Regional

O Sistema de Transporte Coletivo Regional é um projeto pioneiro no Brasil pela proposta de gestão consorciada e poderá ser o primeiro de transporte coletivo em nível mundial com 100% da frota movida a energia elétrica. Ele é composto por 11 linhas integradas, que conectam os 11 municípios da AMFRI, de forma multimodal, e será implantado via Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da AMFRI.

 

Texto: Assessoria em Comunicação da AMFRI

Comente Abaixo