Prefeitura de Blumenau cancela Oktoberfest e Réveillon

A prefeitura de Blumenau cancelou a Oktoberfest e a festa de Réveillon, comemorados em outubro e no último dia do ano, respectivamente. Durante 14 dias, a partir desta terça-feira (28), Blumenau terá ainda novas medidas para conter o avanço da pandemia.

As novas medidas foram anunciadas pelo prefeito Mario Hildebrandt junto ao secretário de saúde Winnetou Krambeck em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (27).

O último decreto com ações para conter o novo coronavírus entrou em vigor na semana passada, no dia 21. O documento suspendeu por sete dias o comércio de rua, shoppings, salões de beleza e academias.

O novo decreto mantém e adapta algumas das medidas tomadas na semana anterior. O objetivo é diminuir a circulação de pessoas, destacou Hildebrandt, prevendo restrições tanto para atividades essenciais como para as atividades não essenciais.

Até agora, Blumenau conta com 42 mortes e 7.639 infectados. Pelo menos 94% dos leitos de UTI estão ocupados.

Confira as novas medidas

O novo decreto tem duração de 14 dias. Ele entra em vigor a partir desta terça-feira (28) e tem validade até 10 de agosto. Dentre as razões citadas para a adequação está o alinhamento com os decretos adotados pelos municípios vizinhos.

Novas medidas, válidas por 14 dias

  • Restrição de horário de funcionamento nos dias de semana, com horário único para segmentos de atividades privadas essenciais e todas as não essenciais, das 10h às 17h;
  • Exceção das igrejas que permanecem fechadas de segunda-feira a sábado (somente igrejas adventistas abrem no sábado), com limitação de 30% da capacidade;
  • Apenas supermercados, farmácias, postos de gasolina, hotéis ficam acessíveis após às 17h;
  • Serviços privados essenciais de alimentação têm atendimento com consumo no local das 10h às 17h de segunda a sexta-feira. Nos demais períodos está permitido apenas compra sem consumo no local ou por delivery;
  • Nos fins de semana está permitido apenas o funcionamento de supermercados, mercados, padarias, confeitarias, açougues (serviços de alimentação sem consumo no local); farmácias, serviços de saúde, clínicas e hospitais veterinários;

Continua suspenso por tempo indeterminado

  • Circulação de pessoas idosas ou integrantes do grupo de risco, exceto para a realização de atividades consideradas essenciais;
  • Aglomeração de pessoas em qualquer ambiente, seja público ou privado, interno ou externo;
  • Realização de festas em residência com pessoas que não residentes do domicílio (denúncia devem ser feitas pelo 199);
  • Consumo de bebidas alcoólicas no interior e arredores das lojas de conveniências situadas nos postos de combustíveis;
  • Atividades em cinemas, teatros, museus e casas noturnas;
  • Eventos, shows e espetáculos que acarretam reunião de público;
  • Permanência de pessoas e as práticas esportivas e culturais coletivas, amadoras ou profissionais, em espaços públicos ou privados
  • Parques, praças e espaços públicos;

Por ND Online

Comente Abaixo