Preso homem que matou ex-companheira na véspera de Natal

O homem que assassinou a tiros Thalia Ferraz, de 23 anos, em Jaraguá do Sul, foi preso nesta segunda-feira (28). A informação foi confirmada ao ND+ pela delegada e coordenadora das Dpcamis (Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) em Santa Catarina, Patrícia Zimmermann.

Ainda não há informações sobre como e onde ocorreu a prisão do homem, identificado como Paulo Hening, de 42 anos. Às 12h10, ele estava sendo interrogado.

O crime ocorreu no dia 24 de dezembro. Segundo testemunhas, o suspeito, que não aceitava o fim do relacionamento, estava na própria casa consumindo bebida alcoólica. Por volta das 23h, ele invadiu a casa da ex-companheira, que mora ao lado, e efetuou os disparos de arma de fogo.

A vítima, que tinha deficiência auditiva, tentou se esconder no quarto, mas foi atingida e morreu no local. O projétil atravessou a porta do cômodo e a atingiu na altura do tórax.

Thalia foi morta na frente de familiares, em Jaraguá do Sul, entre eles dois sobrinhos de 14 e 8 anos.

Após o crime, Hening, fugiu em uma caminhonete branca.

Vídeo mostra ameaça contra Thalia

Na noite anterior, ele já havia ameaçado a jovem. Um vídeo, gravado por familiares e ao qual o Grupo ND teve acesso, mostra Hening fazendo ameaças e disparando uma série de palavrões contra Thalia.

Na mesma noite da discussão, ele teria mandado recados por um aplicativo de mensagem avisando que no dia seguinte teria uma conversa com ela.

No texto, ele dizia que “o inferno iria chegar para ela” e perguntou se a vítima “gostava de surpresa, porque ela teria uma surpresa inesquecível”.