Primeira neve do ano em SC poderá ser registrada na próxima semana

A previsão do tempo indica frio intenso e neve para Santa Catarina a partir de segunda-feira (28), segundo Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e a Defesa Civil. O fenômeno é previsto para região serrana e pode atingir também as áreas mais altas do Meio-Oeste, segundo a Epagri.

De acordo com a meteorologista da Epagri, Laura Rodrigues, uma massa de ar frio chega ao estado no final da tarde de domingo acompanhada de umidade até terça. As menores temperaturas são esperadas para a madrugada de terça e quarta-feira, segundo a Defesa Civil.

“Entre a segunda e a terça-feira o frio estará acompanhando pela umidade e isso favorece a chance de neve para o Planalto Sul e que também pode atingir o Meio-Oeste”, disse a meteorologista da Epagri, Laura Rodrigues.

Até o momento o estado vem registrando temperaturas baixas ao amanhecer e geadas. Esse pode ser o primeiro registro de neve em 2021.

De acordo com a Defesa Civil, as temperaturas devem ficar abaixo dos 10ºC nas cidades do Oeste e do Planalto Sul na segunda. Há chance de congelamento de pistas neste locais. Já nas demais regiões os termômetros não passam de 16ºC.

Ainda na noite de segunda-feira (28), uma massa de ar frio, de origem polar, vai interferir ainda mais no declínio das temperaturas, de acordo com a Epagri.

A partir de quarta (30) o clima ficará mais seco o que pode promover maior sensação de frio no estado e diminuí a chance de neve no estado. As noites de quarta e quinta-feira (1°), podem registrar até – 7º C durante a madrugada na região serrana. Com as noites mais frias a geada será registrada em boa parte das regiões catarinenses, segundo a Epagri.

Previsão de temperatura para 30 de junho em SC durante a madrugada — Foto: Epagri/Rperodução
Previsão de temperatura para 30 de junho em SC durante a madrugada — Foto: Epagri/Rperodução

Até o momento o estado vem registrando temperaturas baixas ao amanhecer e geadas. O último registro de neve em Santa Catarina ocorreu em agosto de 2020, quando 11 municípios informaram sobre o fenômeno.