Programa Selo Social reconhece e certifica projetos que impactem positivamente na sociedade

O treinamento das organizações inscritas no programa Selo Social começou nesta semana. Na terça-feira (23), houve a primeira reunião entre os representantes do Poder Público, da iniciativa privada e da sociedade civil de Balneário Camboriú e de Camboriú, os quais estão envolvidos no programa lançado em abril. O próximo encontro será em 22 de junho.

O Selo Social reconhece e certifica projetos que impactem positivamente na sociedade. Articulado nacionalmente pelo Instituto Abaçaí, o programa promove formações técnicas que contemplem os “Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU”, que são: Acabar com a fome e a miséria; Educação básica de qualidade para todos; Igualdade entre sexos e valorização da mulher; Redução da mortalidade infantil; Melhoria da saúde das gestantes; Combate à Aids, malária e outras doenças; Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente e Todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento.

De Balneário Camboriú e de Camboriú, estão inscritos 56 projetos de órgãos públicos, empresas e entidades não governamentais. Para obter a certificação, os participantes devem comparecer a pelo menos 70% das atividades, além de cumprirem outros requisitos. Nos encontros, eles serão orientados a estruturar um projeto social e a avaliar os impactos da proposta.

Também no dia 23 de maio, na Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Sectur), houve reunião com os investidores do programa neste ano, que são as empresas Cópia & Cia, Alcon, Hotel Sibara, Embraed, Viação Praiana, Green Valley, Alta Cúpula e Colégio Visão. Em Balneário Camboriú, os anfitriões do Selo Social são a Prefeitura e a Avantis.