Projeto de segurança integrada prevê reforço na investigação em Balneário Camboriú

A Polícia Civil, a Polícia Militar e a Guarda Municipal de Balneário Camboriú estão desenvolvendo um projeto de segurança integrada, com foco no combate aos crimes que hoje, por falta de efetivo, têm falhas na investigação _ como furtos ou assaltos, por exemplo. A proposta, inédita no Estado, tem o acompanhamento do Ministério Público e de acordo com o delegado regional, David Queiroz de Souza, se trata de uma “tentativa de desenvolver novas estratégias”.

Por falta crônica de investigadores, o foco da Polícia Civil em Balneário é em assassinatos e assaltos graves, e a ideia é que o grupo integrado possa auxiliar no restante da demanda. No entanto, a medida já provoca polêmica.

Na semana passada o vereador Nilson Probst (PMDB) questionou o secretário de Segurança, Gabriel Castanheira, sobre o modelo. O parlamentar, que é policial civil, afirma que se trata de um desvio de função para os guardas municipais e entende que retirar agentes das ruas, para que exerçam outro papel, confronta o motivo para a qual a guarda foi criada, com ação ostensiva.

O delegado rebate dizendo que não se trata de estender à PM ou a guarda municipal o status de investigadores, que é exclusividade da Polícia Civil.

_ Vamos compartilhar informações, recursos físicos e humanos, mas cada um com a sua atribuição. Não queremos mudar a Constituição,e nem podemos fazer isso _ afirma o delegado.

O projeto propõe, além de ação conjunta, também o compartilhamento de imagens de câmeras de segurança.

Guarda na rua

O que tem incomodado os vereadores de oposição é a decisão da Secretaria de Segurança de Balneário Camboriú de retirar os guardas municipais das bases fixas e o emprego de alguns agentes em atividades administrativas. O vereador Nilson Probst (PMDB) questiona, por exemplo, a retirada da base de guardas da Passarela da Barra, que hoje tem o monitoramento feito pela base patrimonial. Alguns moradores reclamam de insegurança, especialmente durante a noite.

 

O Sol Diário

Comente Abaixo