Receita apreende 45 kg de cocaína em refrigerador de contêiner

Esta foi a primeira apreensão de drogas no Porto de Itapoá neste ano – Foto: Divulgação/ND

Que os criminosos sempre encontram lugares inusitados para guardar drogas e outros produtos ilegais não é novidade. Mas desta vez, o tiro acabou saindo pela culatra, uma vez que o local escolhido para guardar os entorpecentes acabou entregando o esconderijo da droga. O caso ocorreu no Porto de Itapoá, no Litoral Norte catarinense, no último sábado (13).

A Receita Federal encontrou a droga após o alerta do capitão do navio de que o motor de refrigeração de um contêiner estava apresentando mau funcionamento. Ao fazerem a inspeção do local, os servidores encontraram 45 kg de cocaína, registrando a primeira apreensão de drogas no porto neste ano.

Droga foi encontrada dentro do motor de refrigeração de um contêiner – Foto: Divulgação/NDDroga foi encontrada dentro do motor de refrigeração de um contêiner – Foto: Divulgação/ND

A carga havia sido embarcada no Porto de Paranaguá (PR) e a suspeita é de que a droga tenha sido introduzida no motor que fica acoplado à parte externa do contêiner após a inspeção por scanner realizado na Alfândega paranaense.

Como a embarcação atracou em Itapoá para o carregamento de outras mercadorias, houve tempo para que a Receita Federal impedisse a remessa ao exterior. Em um dos tabletes de cocaína foi encontrado um dispositivo rastreador, que possibilita aos criminosos acompanhar à distância a localização da carga.

No ano passado, os servidores da Alfândega da Receita Federal em São Francisco do Sul, que tem jurisdição sobre o porto, impediram a exportação de cerca de 4,3 toneladas de cocaína que tinham em sua maioria como destino final a Europa, onde um quilo de cocaína com alto grau de pureza pode valer até R$ 200 mil.

ND Online