Relatório aponta resultados positivos no uso de medicamento homeopático em Itajaí

Um levantamento realizado pelo Município de Itajaí mostrou que a distribuição do medicamento homeopático Camphora officinalis reduziu os sintomas da COVID-19 e o índice de mortalidade entre as pessoas que tomaram a dose. Ao todo, 1.171 moradores responderam a um questionário online que baseou o relatório apresentado. O acompanhamento também revelou que a medicação pode ter influenciado no achatamento da curva de contaminação da cidade no mês de maio.

O medicamento homeopático começou a ser distribuído à população no fim de abril deste ano, logo após o início da flexibilização das atividades comerciais. Mais de 93 mil frascos de Camphora officinalis foram distribuídos até quinta-feira. Para monitorar estes pacientes, a Secretaria de Saúde de Itajaí contratou uma empresa para aplicar um questionário online, a partir do dia 24 de junho.

Segundo o relatório apresentado (acesse o documento completo no fim da página), pessoas que tomaram o remédio apresentaram 21,8% menos sintomas de COVID-19 do que aquelas que não tomaram. O resultado sugere uma redução da gravidade da doença nestes pacientes.

Mortalidade

O levantamento apontou ainda que as pessoas que tomaram a Camphora apresentaram um índice de mortalidade 43,9% menor do que as que não tomaram. Além disso, de acordo com o estudo, a distribuição do medicamento, aliada ao decreto que tornou obrigatório o uso de máscara na cidade, contribuiu para um achatamento da curva no mês de maio.

Enquanto Santa Catarina acentuou sua curva, com um crescimento das mortes por COVID-19, já no começo do mês de maio, em Itajaí isso ocorreu somente a partir do dia 25 de maio. Conforme o relatório, o retardamento na agravação da pandemia pode estar ligado ao uso da Camphora e às medidas de enfrentamento adotadas por Itajaí.

“Esse levantamento com pessoas que tomaram o medicamento homeopático nos trouxe dados importantes e mostrou que a medida foi efetiva para auxiliar a comunidade. Estamos analisando a possibilidade de dar continuidade ao tratamento com homeopatia para aqueles que desejarem, incluindo mais uma dose ou outro medicamento”, comenta o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Confira o relatório completo no link abaixo 

https://itajai.sc.gov.br/download_noticia.php?id=959

 

Comente Abaixo