SC chamará mais de 1,5 mil servidores efetivos para Educação

O governo de Santa Catarina anunciou nesta quinta-feira (18) a chamada de mais 1,5 mil servidores efetivos para a Secretaria de Estado da Educação, entre professores, assistentes de educação e especialistas em assuntos educacionais. A quantidade de novos funcionários para cada cargo será divulgada posteriormente em um edital.

Serão chamadas pessoas que passaram no concurso público de 2017. O edital com a quantidade de servidores para cada cargo tem lançamento previsto para o fim de novembro.

A Secretaria de Estado da Educação afirmou que, de 2018 a 2021, 4.248 tomaram posse, entre professores e outros cargos, como especialistas e assistentes técnico-pedagógicos.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte) afirmou em nota que recebeu o anúncio do chamamento como uma vitória, mas disse que o número de trabalhadores é insuficiente. O sindicato acredita que 90% dos trabalhadores da Educação no estado precisariam ser efetivos. Porém, conforme o Sinte, a maioria é composta por pessoas em contrato temporário (ACTs).

“Esta contratação não tem estabilidade e gera um vínculo precário aos profissionais. Gerando o problema de rotatividade com o rodízio de trabalhadores/as e a falta de continuidade dos trabalhos educacionais”, disse.

Educação especial

O governo aprovou a realização de concurso público para o quadro civil da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE). O edital vai ser publicado em 2022 e prevê a contratação de 99 profissionais, sendo 62 vagas para cargos de nível superior e 37 para nível médio.