Sem oferecer alternativas, prefeita de Itapema obriga população a usar mascaras

Nesta quinta-feira (9), a prefeita de Itapema, Nilza Simas, assinou um decreto municipal que determina que a partir de segunda-feira (13), todos os moradores da cidade serão obrigados a usar máscaras, em razão do fim do decreto estadual que determinava o isolamento social e fechamento do comércio em geral.

Pessoas que estiverem nas ruas da cidade sem máscaras poderão pagar uma multa de R$104. Já nos comércios, é obrigatório o uso pelos funcionários e clientes, se o comerciante for flagrado com clientes ou funcionários sem a proteção, terá que pagar uma multa de R$189. No segundo flagrante, a multa chega a quase R$ 379 e na terceira vez, o estabelecimento será fechado.

O problema é que a maior carência do mercado hoje na prevenção ao coronavírus, é justamente as máscaras de proteção. Embora muitas pessoas tem feito de tecido, em casa, o custo destas máscaras são estão tão acessíveis. As mascaras descartáveis, quando encontradas, são vendidas por quase R$300,00 a caixa com 100 unidades. As de tecido, são encontradas na média de R$5,00 cada.

Mesmo sem oferecer uma alternativa, sem entregar máscaras para a população, Nilza ordenou o uso da mesma na cidade e o assunto ainda deve ferver.

Comente Abaixo