Sobe para 10 número de mortos após desabamento em Capitólio

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais e a Marinha do Brasil localizaram as últimas duas vítimas do desabamento de um paredão no Lago de Furnas em Capitólio, Minas Gerais, na tarde deste domingo (9/1). Ao todo, 10 pessoas foram encontradas mortas no local, todas elas estavam na mesma lancha que foi atingida pelas pedras. Todas elas também eram da mesma família e conhecidos.

Segundo a Polícia Civil ainda não é possível afirmar com certeza que não há mais nenhuma vítima. Por isso, as operações irão continuar. “Pode ser que eu estava caminhando e caiu a pedra. Nenhum dos órgãos recebeu informações de outros desaparecidos, mas se for uma pessoa sozinha pode ser que seja. Não estamos com pressa de parar os trabalhos”, destacou o delegado Marcos Pimenta em coletiva de imprensa

Até o momento, duas vítimas foram oficialmente identificadas. Uma delas é Júlio Borges Antunes, de 68 anos, natural de Alpinóplis, Minas Gerais. O outro nome ainda não foi divulgado.

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, a identificação das outras vítimas ainda deve demorar a ser feita pelo estado dos corpos. “Importante agora é acalentar essas famílias enlutadas e identificar o máximo de vítimas possível”, destacou o delegado Marcos Pimenta. Segundo ele, a Polícia Federal poderá ajudar na identificação dessas pessoas.

A polícia também afirmou que um grupo de WhatsApp foi criado com os familiares das vítimas e que toda a assistência está sendo prestada a eles.