STJ abre edital de R$ 53 milhões para escolta armada de ministros

Foto: Felipe Menezes/Metrópoles

STJ abriu nesta segunda-feira, 15, uma licitação de R$ 53 milhões para a contratação de serviços de segurança para os seus 33 ministros, informa o Estadão.

A finalidade, diz o edital, é “segurança pessoal, escolta e condução de veículos oficiais” em Brasília, São Paulo e Rio. O contrato tem vigência de 20 meses e prevê 185 postos de trabalho.

A assessoria da Corte informou que “há registros de diversos atendimentos de ocorrências nos mais variados graus de periculosidade” contra os magistrados.

“Trata-se de serviço essencial para a administração, visando assegurar a necessária segurança nos postos de residência dos senhores ministros, bem como a condução dos veículos oficiais de representação de suas excelências”, diz a justificativa do pregão.

Em Brasília, onde se encontra a sede do STJ, serão contratados 172 profissionais de segurança para atuar em defesa dos ministros. Em São Paulo, sete e, no Rio de Janeiro, seis. De acordo com o tribunal, a contratação é necessária para “prevenir a ocorrência de situações que possam colocar em risco a integridade física” dos membros da Corte.

Na última licitação para o serviço, o tribunal contratou 168 profissionais de segurança por um período de 12 meses, ao custo de R$ 28 milhões.

Confira o Edital Completo

Licitação Segurança Armada STJ by Metropoles