Sujou mais ainda! Em nota, dono do TJ’s piora sua situação diante da revolta.

Tim Jones, proprietário do TJ’s Beach House na Prava Brava, emitiu uma nota de esclarecimento no final da tarde desta quinta-feira.
Para o espanto de todos e piora da situação de Tim diante da revolta nas redes sociais, foi que, a nota reitera o motivo da revolta.
Em outras palavas, Tim voltou a afirmar que não cederia materiais para “farofeiros”, na parte em que disse que deveriam levar seus “ítens que convém ao farofeiro profissional, inclui-se aí cadeiras de praia e guarda-sóis”.
Ainda em nota, pediu respeito ao meio ambiente solicitando que levassem sacolinhas para recolher o lixo. Finalizou pedindo desculpas por “eventuais ofensas” e afirmou novamente estar em um “dia ruim”.
A nota causou revolta nas redes sociais, devido a falta de humildade e a imposição de normas para um protesto, que por sinal, é em desfavor dele.

Confira a nota na íntegra:
——-
Nota de Esclarecimento:



-Toda manifestação pacífica é bem vinda.
– Se vierem farofar, venham com sacolinhas de lixo e ajam com educação, pois o protesto é justamente contra a “falta de educação”;
– Lembrem-se de trazer o material necessário que convém ao farofeiro profissional, inclui-se aí cadeiras de praia e guarda-sóis;
– O TJ´s receberá o protesto pacífico de portas abertas e dará suporte “a preço ocasional”,aos itens que por ventura faltarem aos farofeiros.

Em nota agradeço aos clientes que entendem o quão difícil é prestar esse serviço na praia e tem demonstrado apoio e solidariedade doando guarda-sóis em volume considerado ao meu estabelecimento.
Me desculpo como falei anteriormente, e em entrevista, por toda e qualquer palavra que possa ter ofendido uma ou mais pessoas, todos nós temos dias ruins, que atire a primeira pedra quem nunca errou.
Todos são bem vindos no TJ´s
Tim Jones
—-

Entenda o Caso:

Tudo começou quando Mariana Bessani deu nota 1 para o bar na página no Facebook. A garota alega que o garçom se recusou a emprestar guarda-sol para ela e as amigas porque elas estariam com um cooler com bebidas e o material só seria cedido para quem consumisse lá. Segundo o depoimento, ela disse que pretendia comer mas que mesmo assim o empréstimo lhe foi negado.

O dono do bar, Tim Jones, respondeu que ali existiam regras e que eles não atendiam quem estivesse com caixa térmica e isopor. Ele também chamou as amigas de farofeiras e chegou a proferir ofensas no perfil da garota. Mas em  entrevista por telefone ao DC nesta quarta-feira, assumiu que errou:

— A gente vai fazer uma retratação. Errei, reconheço, não devia ter me envolvido. Mas só a gente sabe o serviço que é para ter todo o material disponível para os clientes na praia, não acho justo uma pessoa se dispor a vir para a praia, trazer isopor e usar tuas instalações como banheiro e ducha. É uma comodidade para os clientes e tudo isso envolve custo.  Mas vou me retratar, quem nunca errou? — explica Tim Jones.

O evento no Facebook, intitulado FAROFADA NO TJ – PRAIA BRAVA. Já conta com mais de 13 mil confirmados.

Comente Abaixo

Um comentário em “Sujou mais ainda! Em nota, dono do TJ’s piora sua situação diante da revolta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *