Surto de influenza sobrecarrega unidades de saúde da região

O ano começou com unidades de saúde lotadas em Balneário Camboriú e região. Durante a segunda-feira, 3, longas filas se formaram na Unidade de Pronto Atendimento das Nações e no PA da Barra, o hospital Ruth Cardoso também ficou com sua lotação máxima.

A mesma situação acontece nos Hospitais de Navegantes, Tijucas e Itajaí. Nas redes privadas, como Hospital da Unimed em BC, a situação é parecida.

De acordo com a diretora do Instituto Maria Schmitt, Aline Leal, responsável pela administração das duas unidades de pronto atendimento de Balneário Camboriú, a demanda foi tão grande que os dois locais registraram um número recorde de atendimentos para um só dia, foram 516 na UPA das Nações e outros 497 no PA da Barra.

“Ontem (04/01) tivemos números históricos e não esperados, a cidade está com uma sazonalidade intensa, além dos munícipes acabamos também absorvendo nossos turistas, foram 419 atendimentos adultos e mais 97 pediátricos na UPA das Nações, superando nossa capacidade estrutural, temos equipe, todos os consultórios com médicos, ontem tivemos seis médicos atendendo, mesmo assim a espera ultrapassou seis horas, no PA da Barra foram 396 atendimentos adultos e 101 crianças, nunca foram atendidas tantas pessoas em 24 horas na Barra”, informou.

O surto de influenza está sendo o principal responsável pelo aumento da procura pelos serviços de saúde, cerca de 53% dos atendimentos são de pessoas que apresentam quadros leves de síndromes respiratórias.

“Mais de 53% dos atendimentos eram sintomas respiratórios leves, também gostaria de informar que foram poucos casos positivos de Covid-19, temos uma gripe nova que tem sintomas que podem se confundir com o coronavírus, mas os números da Covid-19 permanecem estáveis”, destacou.

Mesmo com as equipes completas, alguns pacientes relataram uma espera de até oito horas para receber atendimento, nesta terça-feira, 4, a busca pelos serviços das unidades permaneceu intensa e com filas.

“Agora pela manhã ainda temos filas de cinco horas, o que está acontecendo em outras cidades também devido a este surto de influenza”, salientou.

Portal Menina

Publicidade