Temporais causam estragos no Sul antes da onda de frio

Temporais de granizo causam estragos antes da onda de frio. Fortes tempestades na noite da segunda-feira e na madrugada de hoje atingiram cidades do Noroeste e do Norte do Rio Grande do Sul, trazendo queda de granizo e que em algumas localidades teve pedras de gelo de maior dimensão que causaram danos.

Os temporais de granizo atingiram inicialmente municípios do Noroeste do Rio Grande do Sul. O município de Três de Maio registrou muito granizo no final da segunda-feira e a quantidade de gelo foi tamanha que as pedras chegaram a acumular em alguns pontos da cidade. Moradores descreveram ao menos três pancadas de granizo.

Granizo que atingiu Três de Maio na noite da segunda-feira | Marilei Herter

Granizo em Três de Maio | Alexandre Monteiro

O granizo atingiu ainda outras localidades do Noroeste gaúcho e se deslocou depois para o Norte do Estado. Municípios como Sananduva, Santo Augusto, Erebango e Estação também foram atingidos por tempestades de granizo. As cidades de Getúlio Vargas e São Valério do Sul foram as mais castigadas pelas pedras de gelo e os danos ainda são contabilizados pelas autoridades locais que pediram auxílio ao governo estadual.

Granizo em Sananduva | Paulo Marcos Mattes

A MetSul Meteorologia haveria alertado para o risco de temporais de granizo no Rio Grande do Sul durante a segunda-feira. A frente fria que precede o ar polar encontrou uma massa de ar mais quente com uma corrente de jato em baixos níveis da atmosfera em sua dianteira sobre o Sul do país e, assim, se formaram nuvens de grande desenvolvimento vertical que provocaram muitos raios ao longo da segunda no Rio Grande do Sul e chuva isoladamente forte.

A chuva, no geral, teve baixos volumes, mas algumas cidades chegaram a ter mais de 50 mm, como na região de Pelotas. Na Grande Porto Alegre, os volumes oscilaram em média entre 14 mm e 30 mm. Em vários municípios do Oeste e das Missões, os acumulados ficaram entre 5 mm e 10 mm, o que é pouco diante da necessidade hídrica do trigo em cidades produtoras do Noroeste gaúcho. A frente fria ao avançar pelo interior do continente trouxe muito granizo também no Paraguai.

A frente fria avança agora por Santa Catarina e o Paraná também com risco de temporais isolados de vento e granizo, devendo chegar ao estado de São Paulo ainda hoje.

Já no Rio Grande do Sul, o frio já é sentido. A intensa massa de ar polar começa a ingressar no Rio Grande do Sul e derruba a temperatura. O ar gelado chega com vento e rajadas em vários locais.

As mínimas no estado gaúcho ocorrem à noite, quando vai estar muito frio. Cidades dos Aparados podem ter ao redor de 0ºC no fim do dia e na fronteira com o Uruguai pode fazer 2ºC ou 3ºC. Porto Alegre pode ter 6ºC ou 7ºC no final desta terça-feira.

Por MetSul