Terá que repor areia na Praia Central em até 20 anos, afirma engenheiro da prefeitura

Alargamento de Praia Central — Foto: Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação

A afirmação é do engenheiro e gestor da COSIP, Toni Fausto Frainer, membro da comissão de acompanhamento da obra de alargamento da Praia Central, em entrevista ao programa Canal 100 da Rádio Menina.

Toni afirmou que daqui a 20 anos anos, haverá a necessidade de repor mais areia em alguns pontos da Praia Central de Balneário Camboriú e que isso já estava sendo esperado. “Tem uma expectativa que daqui uns 20 anos a gente faça uma manutenção, mas muito menor do que foi colocada agora.”, declarou Fausto.

Questionado pelo apresentador Calebe Moreno se o caso seria uma reposição de areia, o engenheiro confirmou. “Daqui 20 anos será feita uma reposição, muito menor que foi feito agora.” completou.

Ele ainda afirmou que “A jazida de ótima qualidade, mesma granulometria da areia e mesma composição, e é uma jazida que tem em torno de 3 a 4 milhões de metros cúbicos e foi utilizada 2,1 milhões. A gente já tem mapeada essa jazida e daqui 20 anos a gente pode fazer esse trabalho, muito menor, para manter esse projeto por muitos anos.”.

As declarações do engenheiro põe uma pulga atrás da orelha da população. Afinal, se já tinha essa expectativa, porque ela nunca foi colocada claramente para a população? Porque esse planejamento não foi abordado durante audiências públicas ou nas notícias veiculadas pela prefeitura?

A necessidade de uma reposição de areia na orla em 20 anos, que parece muito mas passa rapidinho, coloca em cheque todo o projeto e o alto investimento feito no alargamento da Praia Central. Sem contar o financiamento de 85 milhões de reais, que será pago em 10 anos.

Por parte de quem ouviu a entrevista, fica a pergunta: “Isso não foi jogar dinheiro fora?” 


Terá que repor areia na Praia Central em até 20 anos, afirma engenheiro da prefeitura
Poucas e Boas – Por Gian Del Sent