Torcidas de Atlético e Coritiba se unem pela Chape e lotam Couto Pereira

Torcedores de Coritiba e Atlético-PR se uniram nesta quarta-feira (7) a caminho do culto ecumênico no estádio Couto Pereira em memória às vítimas do acidente aéreo com a Chapecoense.

As torcidas organizadas Fanáticos, do Furacão, e Império, do Coxa-Branca, foram juntas ao estádio, que receberia a segunda da partida final da Copa Sul-Americana entre Chapecoense e Atlético Nacional de Medellín.

Desde o fim da tarde desta quarta, os primeiros torcedores paranaenses começaram a chegar no Couto Pereira e, por volta das 20h30, lotaram completamente o estádio.

Os curitibanos homenageiam as vítimas do acidente das mais diversas formas, com faixas, cartazes e cantos. Uma das músicas entoadas no estádio resgatou a já tradicional “vamos, vamos, Chape”. Mensagens como “somos todos Chape” foram levadas ao Couto Pereira, que ficou tomado de verde como sinalizadores.

Por volta das 21h50, horário em que começaria a segunda final da Sul-Americana, 22 crianças, 11 de cada lado com camisas de Chapecoense e Atlético Nacional, deram um pontapé inicial simbólico.

O acidente aéreo com a delegação, comissão técnica e dirigentes da Chapecoense aconteceu justamente na ida a Medellín, na Colômbia, onde seria disputada a primeira partida da final. O acidente vitimou ainda 20 jornalistas brasileiros e tripulantes venezuelanos e bolivianos que trabalhavam para a empresa Lamia.

Após a tragédia, o Atlético Nacional publicou comunicado pedindo para a Chapecoense ser declarada campeã da Copa Sul-Americana 2016 – o que foi acatado oficialmente pela Conmebol na última segunda (5).

Comente Abaixo