Trânsito será modificado no Centro de Camboriú para Festa do Divino

A festa do Divino Espirito Santo é a mais antiga da cidade e uma das mais tradicionais de Camboriú, sendo considerada um patrimônio cultural e histórico imaterial.

Neste sábado, dia 20, às 18h, será a abertura dos festejos com o Cortejo Imperial, e às 19h30min a Missa Solene com a benção e entrega dos pães do Divino. Para a festa, o trânsito no Centro de Camboriú, será modificado.

A Rua Lauro Muller vai ser interditada para veículos nesta sexta-feira, dia 19 e sábado, 20, das 18:00h às 23:00h e no domingo das 8h às 12h e das 18h às 23 horas.

O trânsito estará liberado apenas para moradores.

Sobre a Festa

De acordo com o padre Marcio Vignoli, responsável pela organização do evento, trata-se de uma festa religiosa no âmbito do catolicismo, que reúne ritos religiosos e populares. Aqui em Camboriú se constitui num patrimônio cultural e histórico imaterial que já acontece há 154 anos.

A festa teve seu início na localidade da Barra, onde foi a primeira colonização da região, com os açorianos. Tempos depois com o estabelecimento da Vila dos Garcia, a festa passou a ser celebrado no Centro, de Camboriú. É uma tradição portuguesa – trazida para o Brasil pelos açorianos – colonizadores da nossa região. Iniciou-se no século XIV, e começou com a Rainha Isabel, que mais tarde se tornaria Santa Isabel de Portugal – rainha santa da paz e da caridade, como é conhecida.

A festa tem seus tradicionais símbolos como a pomba Branca que simboliza o Espírito Santo, as bandeiras e a corte ao casal imperial que simboliza a rainha Isabel e o seu esposo – o rei. Quando o Rei e rainha não podiam estar presentes, um casal se vestia de casal imperial e se fazia o cortejo. A festa é realizada tradicionalmente no Dia de Pentecostes, esse ano foi realizada em outra data por causa da pandemia da Covid-19.