Três pessoas morrem após ataque em ônibus no interior paulista

Três pessoas morreram e três ficaram feridas após um homem entrar em um ônibus na cidade de Piracicaba, no interior de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, as vítimas foram esfaqueadas. Entre os feridos, dois estão em estado grave.O crime ocorreu dentro de um ônibus que passava pela Avenida Armando de Salles Oliveira, na tarde desta terça-feira (21). A avenida é uma das principais de Piracicaba. Segundo relatos, o ônibus havia acabado de sair de um terminal que fica no centro da cidade. O agressor, que não foi identificado, tem 52 anos e foi preso. O caso está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial.

A prefeitura municipal de Piracicaba informou que o homem estava no Terminal Central e embarcou na Linha 444, que seguia para o Terminal Vila Sônia. Assim que o ônibus entrou na avenida, ele iniciou os ataques. Uma viatura da Polícia Militar, que estava por perto, conseguiu abordar o ônibus a seis quarteirões do Terminal Central e o prendeu. O autor dos crimes é morador da cidade e não tinha passagem pela polícia.

Segundo a prefeitura, o agressor agiu sem motivação alguma. “A prefeitura lamenta o ocorrido e se solidariza com as famílias das vítimas. A TUPI Transporte, empresa que opera o transporte coletivo de Piracicaba, acompanha o caso”, informou a administração municipal, em nota.

As vítimas 

As três pessoas mortas no ataque dentro de um ônibus do transporte municipal de Piracicaba na tarde desta terça-feira (21) foram identificadas. As vítimas que não resistiram são duas mulheres e um homem. Além deles, outras três pessoas também foram esfaqueadas e socorridas para unidades de saúde da cidade. O criminoso foi preso em flagrante.

mortos-ataque-onibus-piracicaba
As vítimas fatais Roseli Ramalho Ferreira, de 55 anos, Valdemar da Silva Venâncio, de 68 anos, e Adriana Coelho da Silva, de 42 anos – Foto: Reprodução

As três vítimas fatais são Adriana Coelho da Silva, de 42 anos; Roseli Ramalho Ferreira, de 55 anos; e Valdemar da Silva Venâncio, de 68 anos. Roseli era funcionária do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e Região. A entidade divulgou uma nota de pesar em rede social e decretou luto de dois dias.

“O Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e Região comunica a todos que a Sede (Rua Prudente de Moraes, 914, centro) e o Clube recreativo (Av. Dois Córregos, 3110) estarão fechados nos dias (21/06) e (22/06), por motivo de luto, em decorrência do falecimento da funcionária Roseli Ramalho. Manifestemos nossos sentimentos de pesar e solidariedade a toda família e amigos”, disse em nota.

Das outras três vítimas esfaqueadas durante o ataque, uma delas é um jovem de 28 anos que está em estado grave e a outra é uma idosa de 60 anos que está em estado estável, segundo o último boletim médico do Hospital dos Fornecedores de Cana de Piracicaba. Já uma idosa foi socorrida com crise nervosa para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da rede municipal.

Publicidade