Trilheiros picham Pico da Pedra e repercussão faz grupo voltar para limpar

O grupo que pichou a grande pedra do Pico mais alto de Camboriú retornou ao local do feito para reparar o erro. Eles haviam escalado o Pico com uma moticicleta na última quinta-feira (23).

Para comemorar o feito, resolveram escrever os nomes do quarteto na pedra. A pichação é considerada vandalismo e crime ambiental, conforme o artigo 65 da Lei 9.605/98 (Lei dos Crimes Ambientais), que estipula pena de detenção de 03 meses a 01 ano, e multa, para quem pichar, grafitar ou por qualquer meio conspurcar edificação ou monumento urbano.

Munidos de solventes e escovas, eles rasparam os nomes pichados no local. Em vídeo, um dos integrantes do quarteto registra a limpeza e pede desculpas pelo ocorrido.

Confira:

Linha Popular

Publicidade