Trio executa homem e saem beber juntos em Itapema.

A polícia Militar de Itapema prendeu, pouco antes da meia noite de segunda-feira, três homens envolvidos na execução de Denilson Lino dos Santos, 27 anos, morto a facadas no bairro Morretes por volta das 23h daquele dia.
Adelar Bernardo da Silva, 38 anos, Vanderlei Jaroseski, 39, e Igor Amantino, que acabou de completar 18 anos, foram pegos tomando cerveja em um carro logo depois do assassinato. O motivo do crime ainda é um mistério para a polícia.
A execução aconteceu no bar Impérius, que fica na rua 440, no Morretes. Populares chamaram a polícia Militar e os bombeiros informando que um rapaz tinha sido esfaqueado no boteco. Quando as autoridades chegaram, Denilson ainda estava vivo. Levado para o hospital Santo Antonio, em Itapema, tinha o pulmão perfurado. Como a situação era crítica, o rapaz foi transferido logo depois para hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. Segundo a PM, ele morreu logo depois.
Pelo que o povão contou à polícia, três homens chegaram no Omega, placa DRH 0220 (São José). Um ficou no carro e dois desceram. Um dos que saltaram se aproximou de Denilson e deu os golpes, sem dó nem piedade.
Depois o trio fugiu em direção à BR 101, deixando a vítima agonizando no bar.

Presos no Plaza Hotel
Não demorou muito e a PM foi informada que no estacionamento do Hotel Plaza, às margens da BR 101, estaria estacionado um carro com as mesmas características daquele usado pelos assassinos de Denilson.
Duas viaturas – incluindo o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) – foram ao local e encontraram o Omega. Adelar, que era o motorista, Vanderlei e Igor estavam dentro do carro. Cada um tinha uma latinha de cerveja na mão.

Confessaram
A faca usada no crime também tava dentro do Omega. Eles confirmaram a participação de Igor, o mais novinho, que assumiu que foi ele quem esfaqueou Denilson. Nenhum quis dizer o motivo do assassinato.
Levado para a delegacia, o trio foi autuado em flagrante. Adelar foi submetido a um teste de bafômetro e acabou autuado, também, por dirigir bebum.
Todos os três já tem currículo no mundo do crime. Vanderlei já foi preso por tráfico, lesão corporal e ameaças. Adelar já caiu por lesão corporal, posse de arma de fogo, ameaça e desacato. Igor também tem várias passagens quando ainda era um adolescente.

cc6bj2hc zy2tz7sd

(Por Diarinho)

Comente Abaixo