Vereadores inviabilizam projeto para Hospital em Itapema

A prefeitura de Itapema conseguiu aprovar projeto junto a Caixa Econômica para financiar a construção de um Hospital com 77 leitos na cidade, porém precisava passar pela Câmara de Vereadores para ser licitado e sair a obra.

O projeto inicial era de 10 milhões para execução da obra física da unidade. Após finalizado, o projeto passou para 20 milhões que seriam para obra física, equipamentos e mobiliários da unidade de saúde. Para a Câmara, foi enviado o projeto que autorizaria o executivo contrair uma dívida de até 35 milhões, á aprovados pela Caixa Econômica Federal.

Dos 35 milhões, 20 seriam aplicados na construção do Hospital e outros 15 seriam aplicados em obras de infraestrutura do município.

Porém, os vereadores da oposição ao governo Yagan, Xepa, Zulma, Tanaka, Marinho, Tiãozinho e o presidente Nei da Van, entraram com emenda parlamentar diminuindo o valor do projeto pela metade e não autorizando o empréstimo. O projeto já havia sido aprovado anteriormente pela Câmara de Vereadores de Itapema.

O novo Hospital

O novo Hospital será construído na rua 816a, no Bairro Casa Branca, onde também receberá a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Serão 3.968,04 metros quadrados de área construída, com 77 leitos e com vocação para média complexidade. A iniciativa coloca o município à frente de décadas de discussão sobre a necessidade de um outro hospital para atender o Vale e Costa Esmeralda. Na prática, se o projeto de Porto Belo também trouxer os resultados que se espera, serão 3 hospitais na Costa Esmeralda.

Enquanto isso

Enquanto os jogos políticos inviabilizam a construção de mais hospitais na nossa região, o Hospital Ruth Cardoso sofre com a superlotação e atende milhares de pacientes, de diversas cidades, todos os meses, no pronto socorro. O custo, que é todo bancado pela cidade de Balneário Camboriú, e a estrutura atual do Ruth Cardoso, tem sido insuficiente para suprir a demanda.

Na última semana foi promovida uma audiência pública para discutir a gestão e o custeio do Hospital de Balneário Camboriú. Dos municípios vizinhos, apenas o prefeito de Camboriú apareceu no evento. Nenhum representante de Itapema esteve presente na audiência pública.

Basta ficar algumas horas em frente ao Pronto Socorro do Hospital Ruth Cardoso, para ver carros da prefeitura de Itapema, Porto Belo e Bombinhas, deixando e buscando pacientes no Hospital de Balneário Camboriú.

Comente Abaixo