Viciado em roer unhas quase morre por causa de infecção

“Uma mensagem para os roedores de unhas: parem”! Um homem de 48 anos quase morreu em razão de uma infecção causada pelo vício de roer unhas, de acordo com o “Daily Mirror”. Ele se chama Steven MacDonald, casado com Karen Peat, que foi quem deu o alerta que abriu essa matéria.

O caso ocorreu na Escócia. Steven contraiu uma grave infecção após machucar o dedo indicador da mão esquerda, graças ao vício de roer exageradamente as unhas. As imagens, publicadas nas redes sociais e, em seguida, no “Daily Mirror”, impressionam.

Embora tenha passado por cirurgia de emergência, Steven quase morreu, conforme declaração de Karen.

“Fomos informados na emergência que, caso demorasse um pouco mais, a infecção o mataria. Já estava indo para o braço”.

“Essa provação me ensinou uma grande lição: qualquer roedor de unhas que estiver por aí, por favor, afaste o dedo dos dentes. Eu nunca tive um problema assim antes, mas isso me deixou seriamente refletindo sobre a vida e a morte”, disse Steven.

Em 2018, o inglês Luke Hanoman, de 28 anos, quase morreu de sepse após infecção iniciada em um dedo cuja unha havia sido continuamente roída por ele.

Comente Abaixo