Victor Piccoli precisa de doação de sangue A+. Saiba como ajudar

Victor Branco Picoli, 26 anos, segundo suplente de vereador do DEM de Camboriú, é uma das vítimas do acidente entre uma jet boat e um jet ski, na tarde deste domingo, no leito do rio Camboriú.

Victor pilotava o jet. Ele sofreu traumatismo craniano, fraturas e precisou ser intubado no hospital Ruth Cardoso. Ele perdeu muito sangue e precisa de doação de sangue tipo A+.

Para doar, a pessoa precisa ir até o Hemosc de Blumenau, na rua Theodoro Holtrup, 40, a partir de segunda-feira, e informar que a doação é destinada a Victor. A doação só é permitida  mediante agendamento pelo telefone (47) 3222-9801.

Leia também:
Suplente de Camboriú é um dos envolvidos em acidente no Rio Camboriú
Acidente no Rio Camboriú manda dois para o hospital em estado grave.

Segundo a esposa de Victor, Magda Gross Piccoli, o marido está estabilizado, com hemorragia e fratura no rosto e na perna. “O acidente, graças a Deus, foi menos grave do que imaginávamos, pedimos muita oração e a doação de sangue”, explicou.

Magda conta que o marido estava sozinho e manobrava a moto aquática  para retornar ao  condomínio Reserva Golf, em Camboriú, onde o casal reside. “O pessoal da empresa Blu Jet estava vindo com ele para deixar o Victor no atracadouro  que temos no condomínio, o rio tem uma curva e no sentido contrário estava vindo um jetboat, e eles bateram”, contou.

Magda diz que o pessoal que não se feriu deu toda a assistência até a chegada do Samu e do corpo de bombeiros.

O piloto da jetboat, Binho Rubens, que também mora no condomínio Reserva Golf, contou que estava na lanchinha com a filha e outros dois parentes por volta das 16h30. “A gente estava saindo do condomínio, em uma curva bem fechada, o jet ski acabou se perdendo na curva e bateu na lateral da nossa lanchinha e caiu desacordado dentro d´água”, conta.

Binho diz que eles conseguiram resgatar Victor da água e o reanimaram. A lanchinha o levou até o atracadouro, onde um médico do condomínio prestou os primeiros socorros. “Eles estavam em dois passageiros no jet ski e a gente estava em quatro no jetboat. A gente teve ferimentos leves, eles, como bateram na lateral, tiveram ferimentos mais graves”, explicou o piloto da lanchinha. Binho conhece Victor do condomínio onde eles residem.

Além de Victor, outro homem que estava no jet ski foi socorrido com ferimentos no rosto, pernas e quadril. Outras duas pessoas sofreram ferimentos mais leves, mas também foram levadas pro hospital.

O acidente será investigado pela polícia Civil e pela Marinha do Brasil.