Viúva é presa suspeita de encomendar assassinato do próprio marido

Uma mulher de 59 anos foi presa em Nova Erechim, no Oeste catarinense, na manhã deste sábado (6), suspeita de ter encomendado o assassinato do próprio marido. O crime ocorreu no dia 1º de março deste ano, na cidade.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, um homem de 64 anos, saiu sozinho para pescar no Rio Chapecó. Após horas sem retornar para casa, nem dar notícia, a família começou a fazer buscas por ele.



O corpo do idoso foi encontrado no dia 2 de março em um local de difícil acesso, sem qualquer indício de quem pudesse ser o assassino.

Durante o andamento do inquérito policial que foi instaurado para apurar o caso, um homem de 52 anos confessou o crime. Ele alegou que os dois haviam combinado de ir pescar juntos e no local se desentenderam.

O homem deu duas pauladas na cabeça da vítima, que morreu no local. Após o crime, ele fugiu. Durante as investigações, a polícia descobriu que o homem havia recebido R$ 2 mil, de outro suspeito, para a execução do crime.

Este segundo suspeito e a vítima tinham há alguns anos desavenças por questões pessoais. Ele confessou admitiu que pagou o dinheiro, mas disse que a intenção era de apenas dar um “susto” na vítima.

Após a realização de novas diligências, a polícia descobriu que a viúva da vítima, agiu junto com os dois. Ela e o segundo suspeito, com quem há alguns anos tinha um relacionamento extraconjugal, estavam desde o ano passado buscando alternativas para se livrar da vítima.

No início de 2019, os suspeitos começaram a planejar o crime e contrataram um conhecido para fazer o serviço.

Segundo a Polícia Civil, ficou comprovado que a viúva teve participação ativa da morte, arquitetando tudo junto com os outros dois, inclusive se comprometendo a auxiliar no pagamento da execução.

Após a prisão, ela foi levada para Unidade Prisional Avançada de Maravilha. Os outros dois já haviam sido presos pela Polícia Civil de Nova Erechim e seguem presos na cidade. Eles foram indiciados por homicídio qualificado.

Por G1/SC

Comente Abaixo
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.
%d blogueiros gostam disto: