Volta às aulas em Camboriú tem falta de professores

O Sindicato dos Servidores Municipais de Camboriú (Sisemcam) denunciou nesta segunda-feira (07) que várias escolas do município retornaram às aulas sem professores nas salas.

Na Escola Ivone Terezinha Garcia, faltam professores para o 1º, 2º,3º e 5º anos. Na escola Artur Sichmann, a professora de canto e violão estaria improvisando aula para os alunos de inclusão, que são os estudantes com algum tipo de deficiência.

Na Escola Clotilde Ramos Chaves, os próprios professores relataram a falta de profissionais nas disciplinas de história, matemática, inglês, geografia, ensino religioso e artes. Já na Escola Anita Bernardes Ganancini, estariam faltando dez professores.

O sindicato denunciou ainda que há professores de Admissão em Caráter Temporário (ACT) que não foram convocados.

O Linha Popular tentou contato com a secretária de Educação de Camboriú, Maria Alice Pereira, para esclarecimento sobre o que teria ocasionado a falta de professores neste início de ano letivo. O contato foi feito às 16h30 desta segunda-feira (07), ainda sem retorno.

Fonte: Jornal Linha Popular

Publicidade