WhatsApp Web lento: usuários reclamam de versão para navegador após atualização

O WhatsApp Web tem recebido reclamações de lentidão desde que passou a ter o seu uso habilitado para usuários que não estejam com celular conectado à internet. Abrir a versão para navegador do aplicativo tem sido uma missão ingrata para alguns.

Nas redes sociais, usuários também têm listado problemas de sincronização das mensagens entre aparelhos e falhas no uso de figurinhas.

A atualização recente que despertou as queixas passou a permitir também a conexão do WhatsApp em quatro dispositivos ao mesmo tempo — a aplicação dela foi iniciada em janeiro, chegou aos usuários de iOS em março e irá contemplar os de Android em abril.

A versão para navegador costuma servir aos usuários que se valem da ferramenta para trabalho e lidam com um fluxo de mensagens intenso ao longo do dia. Ela é diferente, no entanto, de outra versão para desktop que exige o download do aplicativo — ainda assim, esta outra também tem tido problemas com lentidão.

A atualização recente do WhatsApp em permitir uso no navegador mesmo com celular desconectado acompanhou uma funcionalidade já adotada anteriormente pelo Telegram, plataforma concorrente de troca de mensagens.

A reportagem levantou as críticas dos usuários em questionamentos enviados ao WhatsApp, sob controle da Meta — como foi rebatizado o grupo fundado por Mark Zuckerberg, que levava o nome de sua primeira rede social, o Facebook. A empresa afirmou estar ciente dos problemas desde o lançamento da nova atualização e disse já atuar em reparos para corrigir a lentidão do aplicativo.

Também afirmou dedicar esforços para melhorar as visualizações de links no WhatsApp Web e da localização em tempo real em aparelhos vinculados, além de tentar estabelecer uma melhor sincronização de chats excluídos.

“No entanto, alguns recursos foram retirados, pois não são mais possíveis com a atualização, incluindo listas de transmissão, envio e recebimento de mensagens para seu próprio número e pacotes de figurinhas sincronizadas do telefone para o dispositivo vinculado”, apontou o WhatsApp, em comunicado.

WH3

Publicidade