EXCLUSIVO: Resolução do PSDB nacional pode atrapalhar a chapa João Rodrigues e Clésio Salvaro

O PSDB nacional deve publicar ainda hoje uma resolução que pode complicar a chapa de João Rodrigues e Clésio Salvaro para o governo do Estado de Santa Catarina.

A chapa foi “pré” anunciada com muita alegria por ambos na data de ontem, dependendo de algumas definições para ser anunciada oficialmente. Porém, a iniciativa do PSDB nacional pode jogar um balde água fria em Clésio e fazer ambos correrem para resolver.

De acordo com o documento obtido em primeira mão por este colunista, toda e qualquer aliança a nível estados tem que passar pelo crivo da Comissão Executiva Nacional.

O parágrafo único do Art.2 da resolução, que traz esta determinação, é curto e grosso: “O descumprimento deste artigo facultará à Comissão Executiva Nacional realizar a intervenção no diretório faltante e anulação da convenção que deliberou as escolhas dos candidatos e coligações, nos termos do art. 9º desta resolução.”

Levando em consideração que o PSDB pretende lançar um candidato único com União Brasil e MDB, tendo entre os nomes cotados Eduardo Leite e João Dória, uma aliança com um candidato bolsonarista em Santa Catarina poderia ser vetada pela sigla.

O PSDB inclusive depende de não se aliar nenhum candidato apoiador do presidente Jair Bolsonaro para ter o apoio de outros partidos. Entre os partidos que condicionam o apoio a esta exigência está o Cidadania, partido em que a deputada Paulinha deve se filiar este fim de semana e que estará junto com Moisés.

Estive falando com algumas fontes que participam desta articulação no Estado e um deles me garantiu que o PSDB nacional já disse que não irá se opor quanto a aliança de Salvaro com Rodrigues em Santa Catarina.

“Já tem a benção da nacional”, disse otimista a fonte da coluna.

Pisou na bola

O fato é que a filiação de Moises no Republicanos torceu o nariz de muita gente e o cenário está mudando constantemente no Estado de Santa Catarina. O MDB, que era aliado de Moisés, inclusive com pastas importantes no governo, se afasta deixando o bombeiro isolado.

Até o dia 31 de março, próxima quinta-feira, muita coisa pode acontecer e algumas reviravoltas podem rolar. Até as convenções e registros das candidaturas então, nem se fala.

Mas uma coisa é certeza, a candidatura a reeleição de Moisés está enfraquecendo e sua base aliada derretendo, por erros grotescos do próprio governador em suas articulações.  Como diz o colunista Schettini, furaram o ouvido do governador.


EXCLUSIVO: Resolução do PSDB nacional pode atrapalhar a chapa João Rodrigues e Clésio Salvaro
Poucas e Boas  – Por Gian Del Sent

Publicidade