Vaquinha garante translado dos corpos de Jesse e Shurastey para o Brasil

A vaquinha virtual criada para  arrecadar R$ 120 mil para o translado dos corpos de Jesse Koz, de 29 anos, e do cachorro Shurastey, dos Estados Unidos para o Brasil, bateu sua meta. Na manhã desta quarta-feira, o valor já tinha sido arrecadado, segundo o perfil do Instagram Enjoytripbr, do casal de viajantes  brasileiros Diego e Roana, que organizaram a arrecadação.

Leia também: Amigos viram acidente que matou Jesse Koz e Shurastey nos EUA

“Galera já batemos a meta, estamos parando a campanha agora. Muito obrigada a todos que ajudaram. Manteremos todos informados”, escreveu o Enjoytripbr no Instagram, no início da madrugada desta quarta. O casal acompanhava Jesse e o cachorro nos Estados Unidos, em outro veículo.

Na noite de terça-feira, o governador Carlos Moisés (Republicanos) também informou, pelas redes sociais, que acionou o Itamaraty para auxiliar no translado dos corpos. Os dois residiam em Balneário Camboriú antes da viagem, até 2018, mas Jesse é natural de Curitiba.

O acidente 

Fotos do Fusca de Jesse no local da batida passaram a circular na internet na manhã desta quarta. Ele e o cão Shurastey morreram em um acidente na segunda-feira, em Portland, a caminho da fronteira dos Estados Unidos com o Canadá.

O tutor e o dog seguiam para o Alaska quando Jesse perdeu o controle do Fusca em uma curva e atingiu outro veículo. Faltavam dois dias para eles chegarem ao destino final da viagem.

Via Diarinho

Publicidade