“Amigo de Bolsonaro” é funcionário da Petrobrás há 11 anos e é mestre em administração

A Petrobras confirmou, em nota à imprensa, a indicação do funcionário Carlos Victor Guerra Nagem para o cargo de gerente-executivo de inteligência e segurança corporativa da companhia. A estatal informou que o nome será submetido aos procedimentos internos de governança corporativa da Petrobras. A indicação foi divulgada ontem pelo Valor, com informações de fontes.

A empresa detalhou que o novo indicado é graduado em Administração pela Escola Naval, funcionário da Petrobras há 11 anos, seis dos quais lotado na área de segurança corporativa.



Nagem possui mestrado também em Administração, pela Coppead/UFRJ, tem dez anos de docência no ensino superior e é capitão-tenente da reserva da Marinha, acrescentou a empresa.

Hoje, o presidente Jair Bolsonaro defendeu, por meio da rede social Twitter, a indicação do Capitão Victor para a área de inteligência e segurança corporativa da Petrobras, ligada diretamente à presidência da estatal.

A área é estratégica, sendo responsável por toda a segurança própria e contratada da Petrobras, em dezenas de contratos de vigilância do país inteiro. Segundo uma fonte, o orçamento anual da área é de cerca de R$ 600 milhões.

O indicado, que já atuava na área de inteligência e segurança corporativa da Petrobras no Paraná, se diz amigo do presidente Bolsonaro, que também já afirmou em vídeo sobre suas relações com ele quando Nagem foi candidato a vereador na eleição de 2016.

Comente Abaixo